Escola Mafalda tem novo projeto para 2015 - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 11 de abril de 2015

Escola Mafalda tem novo projeto para 2015






O município de Irati possui em sua rede municipal de ensino, 40 escolas. Uma dessas instituições de ensino é a Escola Mafalda Sotti Lopes, localizada na Vila Raquel. Os moradores desta comunidade têm em seu bairro, através da escola, um espaço de referência, amplo e confortável para deixar seus filhos enquanto estão trabalhando. Para 2015, houve a reforma do local, onde foram incluídos mais três espaços: o lactário, berçário e banheiro adaptado, para atender a demanda das seis turmas em tempo integral, sendo contemplados 60 alunos, desde o berçário até o primeiro ano.

A secretária municipal de Educação, Claudia Maria Petchak Zanlorenzi, fala da alegria em poder ver esta escola reformada. “A reorganização da Escola Mafalda Sotti Lopes é um exemplo de que um trabalho coletivo pode render grandes frutos. Nos últimos anos, o número de matrículas da escola diminuiu e se continuasse desta forma a escola poderia cessar suas funções, o que significaria uma regressão para o ensino do município", afirma a secretária.

Segundo ela, após uma consulta com os pais da escola para saber quais eram os seus anseios, averiguou-se que a comunidade precisava de um espaço que atendesse crianças de educação infantil e em tempo integral. A partir deste dado, e para atender o pedido, iniciou o trabalho de toda a equipe da Secretaria Municipal de Educação com o auxílio de outras secretarias e da APMF da escola. "Ocorreu desde a reformulação da proposta pedagógica e a aprovação do Núcleo Regional de Ensino, a adequação do espaço com recursos próprios da Prefeitura até o cadastro dos futuros alunos. Hoje, estamos muito felizes com o resultado, principalmente por poder proporcionar à comunidade atendimento de berçário até o 1º ano, em tempo integral,” ressalta Claudia.

A Escola Mafalda Sotti Lopes é uma referência importante para a comunidade de Vila Raquel, enfatiza a diretora Marília R. Bastos Maciel. “A Mafalda possui uma importância fundamental, e para nós é um desafio manter essa escola funcionando, por isso, fizemos para 2015, um projeto para atender as crianças em tempo integral". A escola atende crianças de 0 a 5 anos, do berçário até o primeiro ano e para a execução da reforma, além do trabalho realizado pela Prefeitura de Irati, houve também o auxílio da comunidade, que realizou toda a pintura do local. "Quero agradecer aos pais e a todos que estão nos auxiliando para que esta escola seja referência em toda a região”, afirma Marília.

A Escola Mafalda, atende em tempo integral as crianças das 8h às 17h, oferecendo três alimentações diárias.

História da Escola Municipal Professora Mafalda Sotti Loppes

Fundada em 1988, a escola foi inaugurada inicialmente com uma sala, banheiro e cozinha, e funcionava com turmas de 1° a 4° série. Em 1995, foram construídas mais duas salas de madeira, e cinco anos após, a escola passou a ter direção sendo a primeira diretora: Rosa Regina Bonk Ribeiro de Lima.

Em 2002, a Prefeitura Municipal de Irati adquiriu mais três lotes, sendo construídas mais três salas de aula, sala de direção, banheiros, cozinha e refeitório. Atualmente a escola atende 60 crianças do maternal ao primeiro ano em período integral e é dirigida pela diretora Marília R. Bastos Maciel. Para este ano, foi realizada a reforma e a construção de um novo banheiro adaptado para deficientes físicos, lactário e fraldário, além de toda a pintura externa realizada na escola.

Mafalda Sotti Lopes

Filha de imigrantes italianos, nasceu em Ponta Grossa, em 13 de agosto de 1919 teve uma infância feliz, na chácara da família, em Uvaranas, onde costumava dentre as brincadeiras, afazeres domésticos e escolares, cantar com seu pai, debaixo de um grande pomar.

Sensível, de olhar atento, dotada de uma alma poeta, desde muito cedo, revelou profunda intimidade com o mundo das letras e artes, investindo tempo e talento nos estudos, cada vez mais elaborados. Assim, conheceu autores dos mais diversos e aproximou-se dos clássicos da música, da literatura e mais detidamente da poesia.

Formou-se professora e junto com outras cinco jovens princesinas recém formadas foi nomeada para começar sua carreira em Irati, onde todas foram recebidas ao som da Serenata de Scgubert tocada ao violino, por um jovem convidado, que viria mais tarde a conquistar seu coração.

Mafalda Sotti Lopes, com suas colegas, muito contribuíram para escolarizar e desenvolver intelectualmente a população. Ela casou-se com o advogado Antonio Lopes Júnior, com quem viveu um amor profundo e teve 8 filhos, sendo seu companheiro incondicional e inseparável.

Em Irati, começou a escrever seus versos, que sistematicamente eram publicados no semanário Tribuna dos Municípios, de propriedade da família e outros periódicos, de circulação estadual e nacional. Trovadora conquistou vários prêmios, com destaque nos Jogos Florais de Curitiba, tendo também, publicado, ‘Sol no horizonte’, um dedicado livro de trovas, com edição esgotada.

Antes de falecer, deixou prontos dois livros a serem editados, sendo um de Trovas, intitulado Flores do Campo e outro, de Poemas, intitulado Andarilha, que empresta alguns, para ilustrar a vernissage de sua neta Ana Maria.


Da Redação / Hoje Centro Sul