Irati recebe dois profissionais do Programa Mais Médicos - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 12 de março de 2014

Irati recebe dois profissionais do Programa Mais Médicos

   A saúde pública no Município de Irati conta, a partir de hoje (12), com dois profissionais do Programa Mais Médicos, do Governo Federal. O casal de médicos cubanos Alejandro Machado Labrado e Ismary Llanes Casaña chegou a Irati no final da tarde e foi recepcionado pelo prefeito Odilon Burgath, pelo vice Oscar Renato Berger, pelo secretário municipal de Saúde Anderson Sprada e por outros membros da administração. Alejandro é graduado em medicina há 14 anos e Ismary há 8 anos.

   Eles estão no Brasil há um mês conhecendo as particularidades do sistema básico de saúde do país. Neste período, ficaram em São Paulo e, em Irati, iniciarão os trabalhos atuando em parceria com outros médicos da Secretaria Municipal de Saúde, enquanto aguardam a liberação de registro pelo Ministério da Saúde. Espera-se que em 10, 15 dias este registro seja expedido.

  Com o registro em mãos, de acordo com o secretário Anderson Sprada, os profissionais serão encaminhados para as unidades de saúde de Gonçalves Júnior e Guamirim. Nestes locais, os médicos cubanos integrarão as equipes de Saúde da Família. Sprada explica que Alejandro e Ismary substituirão profissionais que deixaram recentemente o quadro de funcionários do Município para trabalhar em outros locais. Entretanto, expectativa é de que, em breve, outros integrantes do Programa Mais Médicos cheguem a Irati e possibilitem a ampliação do número de equipes de Saúde da Família. "Solicitamos 15 médicos e 10 foram liberados pelo Ministério da Saúde, então há ainda oito médicos para recebermos este ano e no ano que vem", informa Sprada. O secretário enfatiza que o Município comportaria 28 equipes do Saúde da Família, "mas hoje só temos cinco e até 2016 temos que chegar , no mínimo, a 10 equipes" .

   O prefeito Odilon Burgath comenta que uma das primeiras iniciativas de sua gestão foi completar as cinco equipes de Saúde da Família que, em 2013, não dispunham de todos os profissionais necessários. Faltavam, por exemplo, enfermeiros. Atualmente, com as equipes completas e investimentos em saúde que correspondem a 21,47% do orçamento , ou seja, 6,47% a mais do que exige a Lei de Responsabilidade Fiscal, a pretensão de Burgath é ampliar o número de equipes, tornar as unidades de saúde melhores, e construir novas unidades, além da edificação da Unidade de Pronto Atendimento da Vila São João.

    Para concretizar estas metas, Burgath conta com o apoio federal. Quanto ao Programa Mais Médicos, ele comenta : "é um orgulho para nós termos estes profissionais, a experiência da medicina cubana, que tem muito este lado social, que é o que o Governo Federal quer".

    Com o atendimento através da Estratégia de Saúde da Família, busca-se a aproximação de profissionais de medicina das pessoas, nos locais onde elas vivem. Desta forma, a atuação é também preventiva, o que tem como consequência a redução de casos mais graves, como definiu a médica Ismary Llanes Casaña. "Evitando a urgência e emergência com o controle das doenças crônicas, que são muito frequentes no Brasil", disse.
 Texto: Letícia Torres Fotos: Ciro Ivatiuk