Especial São Mateus do Sul: Prédios Históricos da Região - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Especial São Mateus do Sul: Prédios Históricos da Região

Instituto Imaculada Conceição

Os paroquianos, moradores de São Mateus do Sul, solicitaram a vinda de irmãs religiosas para atenderem a população. No dia 02 de setembro de 1908, chegaram no município a Irmã Josefa Szandrack, a Irmã Leocádia Flizikowski e Irmã Verônica Nowack, três religiosas vindas de Chelmo (Polônia).


No início as irmãs moravam em uma casa alugada e elas próprias pagavam o aluguel. A situação se modificou após a visita da Irmã Gersberg, da Polônia, que deu um prazo de seis meses para que a população resolvesse a questão da moradia ou a mesma retiraria as irmãs da cidade. Foi então construída uma casa de madeira onde as irmãs residiam e davam aulas.

Em 1915, Irmã Estefânia Goniakoska, coordenadora da casa, adquiriu um terreno de 100 metros de largura, por 50 metros de comprimento, situado em frente à igreja da cidade. As irmãs reformaram uma antiga construção que havia no local e deram continuidade às suas atividades.
Em 1942, a Irmã Severina Noga, então coordenadora da casa, iniciou a construção do prédio atual, que foi inaugurado em janeiro de 1944. Em 1945, no dia 07 de março, passou a denominar-se “Instituto Imaculada Conceição”.

Em 1948, a população construiu um novo hospital, que ocupava uma parte do terreno das irmãs, desligando-se do antigo colégio. Em 1958 foi elaborado o estatuto do Instituto Imaculada Conceição. Em 1966, o Instituto passou a ser Casa de aspirantes e postulantes até 1970.
Atualmente, o prédio abriga a Secretaria Municipal de Educação e Cultura e campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa.


Área externa do antigo Grupo Escolar de São Matheus


Grupo Escolar de São Matheus

Fundado um pouco antes do início de 1920, o Grupo Escolar de São Matheus foi considerado a primeira escola municipal. A primeira diretora foi Mercedes Braga, seguida pelos professores Bernardo do Amaral Wolff e Haidée Niclevicz. Eram mais de 200 crianças matriculadas, entre meninos e meninas.

O primeiro prédio, em madeira, situava-se ao lado da Prefeitura Municipal. Em 1928, a escola foi transferida para outro prédio, situado na esquina entre as ruas Barão do Rio Branco e D. Pedro II, atual sede da Secretaria Municipal de Obras. O mesmo local foi utilizado pelo Tiro de Guerra, instituição que formava soldados para o Exército.

Adicionar legenda

Em 1932, o grupo escolar encontrava-se sob a direção de Henriqueta Assumpção Valente, auxiliada pelas professoras Belkis C. Ferraz, Sophia Moraes, Maria Hundzenski, Ilza Pernetta, Clotilde V. Espínola, Elvina Dias, Araçy A. Assumpção, Enedia A. Marques e Mercedes N. Macedo, esta adjunta. A escola oferecia aulas de 1ª à 4ª séries. A instituição mais tarde mudou de local originando o Grupo Escolar Dr. Paulo Fortes.


Hoje, no mesmo prédio, funcionam as secretarias de Obras, Finanças e Procuradoria do Município.

Fotos: Casa da Memória de São Mateus do Sul