Frio, Fondue e Vinho! - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 29 de abril de 2022

Frio, Fondue e Vinho!

 



COLUNA - Gastronomia: um prato amplo - Abril de 2022 


Frio, Fondue e Vinho! 


Fondue é uma palavra feminina, sendo correto pronunciar “a fondue”. Deriva da palavra "fondre", que em francês significa "derretido" ou "fundido". O nome remete à França, mas o prato/receita teve origem na Suíça.


Durante a Segunda Guerra Mundial, por conta das batalhas e do frio rigoroso, os camponeses de regiões montanhosas da Suíça não tinham acesso aos mantimentos localizados nos centros das cidades. Eram produtores de leite e fabricavam queijo, dessa forma, aproveitavam os restos de queijo e transformavam em seu principal ingrediente para produzir uma comida quente e saborosa, que ficava ao fogo até derreter.


Para conservar a massa por mais tempo, acrescentavam bebida alcóolica, normalmente o kirsch, um destilado de cereja produzido naquela região, ficando no ponto para não estragar e poder reutilizar nas próximas refeições, apenas submetendo novamente ao processo do fogo para derreter e combinar o queijo com o pão.





Na Suíça, a preparação da fondue ficou conhecida como uma atividade de homem, pois o prato se tornou comum nas cozinhas do exército. Essa iguaria nasceu de uma necessidade, sendo inicialmente consumida apenas com pão. Mas, com o passar do tempo, foi ficando cada vez mais elaborada, saindo da mesa dos camponeses e ganhando ambientes mais finos, devido ao alto custo dos queijos que o compõem. 


A fondue ganhou mais fama quando o chef Conrad Egli passou a servir o prato no restaurante Chalet Suísse de Nova York, criando a fondue de chocolate para servir como sobremesa.


A criação do prato passou a ser vista como um ritual, uma celebração entre casais,  encontros entre amigos em ambientes aconchegantes, iluminado por velas ou aquecido por lareira. No livro “A Mesa Voadora”, de Luis Fernando Veríssimo, o autor descreve que "o fondue não é uma refeição, é uma confraternização. Pede a panela certa, mesa bonita e cheia de gente, que nos traz bons momentos". 


OS QUEIJOS MAIS INDICADOS


A receita original da fondue é composta pelos queijos gruyère e emmental. Mas hoje, há diversas variações do prato:

- Brie: composto por várias camadas de sabor mais delicado, terroso como cogumelos, rico e amanteigado, com uma leve doçura.

- Camembert: é um queijo cremoso em sua camada superficial, a massa é carnuda, amanteigada e de textura bem macia, suave e levemente salgado.

- Emmental: queijo duro, amarelo-claro, de sabor suave. Ideal para ser fundido após 6 meses de cura.

- Gouda: queijo cremoso, delicado e macio. Derrete com facilidade e dá uma boa mistura com os outros ingredientes da fondue. 

- Gruyère: queijo suíço, duro e com um sabor mais forte que o emmental.

- Muçarela: possui uma consistência elástica e densa, com um aroma leve e quase imperceptível de creme, tornando-o um favorito entre os públicos com paladares delicados.

- Provolone: queijo de casca bem dura e com um sabor adocicado quando fresco. Já curado torna-se picante. Para fondues deve-se misturar com emmental ou gruyère.


Dica para quem não gosta de queijos fortes: qualquer um dos queijos citados podem ser misturados com o queijo muçarela, para suavizar o creme da fondue.





HARMONIZAÇÕES


Fondue de Queijo:

Geralmente os vinhos tintos acompanham bem esse prato. Podemos destacar as uvas Syrah, Carmenère e Pinot Noir como as melhores combinações para essa iguaria.


Fondue de Chocolate:

Ótima combinação seria o Vinho do Porto, em especial o Wine Port Ruby, menos doce, trazendo harmonia perfeita para essa sobremesa.


Agora que você já sabe um pouquinho mais sobre a fondue, escolha o melhor dia, a melhor companhia e venha desfrutar dessa experiência no nosso bistrô! 


TERROÁ GASTRONOMIA

WhatsApp

Instagram

Facebook



CNPJ: 31.610.973/0001-76