ACIAI lança Nota de Repúdio sobre o Fundo Eleitoral - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 21 de julho de 2021

ACIAI lança Nota de Repúdio sobre o Fundo Eleitoral

 


Juntamente à Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais da Região Centro-Sul do Paraná (CACESUL), a Associação Comercial e Empresarial de Irati (ACIAI) lançou na última segunda-feira (19/07), uma nota manifestando repúdio com relação à aprovação do Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, aprovado no último dia 15 de julho, que inclui um fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões – quase o triplo do praticado nas eleições de 2020.

De acordo com a nota emitida pela CACESUL e pela ACIAI, um estudo do Movimento Transparência Partidária abrangendo dados de 25 das principais nações do mundo teria mostrado que o Brasil será, disparado, o campeão mundial desse tipo de gasto, tanto nominalmente (em dólar), quando proporcionalmente ao seu PIB. Somado ao Fundo Partidário (R$ 1 bilhão), que é a outra fonte pública de financiamento de siglas e candidatos, o país deve desembolsar R$ 6,7 bilhões no próximo ano, o que representa 0,09% do seu PIB.

"Em um cenário de Pandemia, onde diversos setores produtivos enfrentam dificuldades e incertezas, é inconcebível que nossas lideranças votem um orçamento deste volume, que foge à racionalidade perante a todas as mazelas que sofre a nação brasileira", cita a nota.

O documento ainda traz um indicativo sobre como votaram os deputados federais paranaenses em relação ao Projeto da LDO de 2022, conforme lista divulgada no site da Federação da Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (FACIAP):

VOTOU SIM:  Aline Sleutjes (PSL-PR); Aroldo Martins (Republicanos-PR); Christiane Yared (PL-PR); Evandro Roman (Patriota-PR); Felipe Francischini (PSL-PR); Filipe Barros (PSL-PR); Giacobo (PL-PR); Luciano Ducci (PSB-PR); Luizão Goulart (Republicanos-PR); Luiz Nishimori (PL-PR); Paulo Martins (PSC-PR); Sergio Souza (MDB-PR);
Valdir Rossoni (PSDB-PR); Vermelho (PSD-PR);

VOTOU NÃO: Diego Garcia (Podemos-PR); Enio Verri (PT-PR); Gleisi Hoffmann (PT-PR); Gustavo Fruet (PDT-PR); Leandre (PV-PR); Rubens Bueno (Cidadania-PR); Sargento Fahur (PSD-PR); e Zeca Dirceu (PT-PR).

ABSTENÇÃO: Toninho Wandscheer (PROS-PR).

NÃO COMPARECEU À SESSÃO: Boca Aberta (PROS-PR), Luisa Canziani (PTB-PR), Hermes Parcianello (MDB-PR), Pedro Lupion (DEM-PR), Ricardo Barros (PP-PR), e Stephanes Junior (PSD-PR).

"A CACESUL e a ACIAI reforçam seu posicionamento de apoio à prática política amparada no desenvolvimento de sua nação, através de gestores que tenham como foco a liderança em prol do desenvolvimento social e econômico de seus cidadãos, e não de interesses particulares", finaliza a nota.