Secretário Raimundo Gnatkowski apresenta projetos e ações do período 2017-2020 - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Secretário Raimundo Gnatkowski apresenta projetos e ações do período 2017-2020

 

De acordo com o Secretário de Agroecologia, Abastecimento e Segurança Alimentar, foram quatro anos de capacitação, diversificação e estruturação 
 
Atendendo a indicação nº 089/2020 do Presidente Nei Cabral, a palavra-livre da Sessão Ordinária do dia 13 de outubro foi utilizada pelo Secretário Municipal de Agroecologia, Abastecimento e Segurança Alimentar, Raimundo Gnatkowski, que discorreu sobre os projetos e ações da pasta do período 2017/2020.  

    Raimundo iniciou falando sobre a equipe composta por 16 profissionais, que atuam em diferentes áreas dentro da secretaria. O Secretário explanou sobre o Serviço de Arrecadação: Bloco de Produtor/ IPM e INCRA; produção agropecuária com estimativa da SEAB Deral 2016-2020; principais produtos da estimativa ano base 2018 adicionando para 2020 - onde a soja ficou com 27%, fumo – 21%, feijão – 10%, milho – 8%, leite - 5% e cebola – 4%. Falou também do percentual das atividades por produção – agricultura – 69%, horticultura – 8%, fruticultura – 1%, pecuária – 14% e produtos florestais – 8%.

   Conforme Gnatkowski, a secretaria conta com Serviço de Inspeção Municipal que presta atendimento através de três veterinários à empresa Thoms e o Frigorífico Dergi, além de 30 fábricas de embutidos e açougues. Sobre a Bacia Leiteira – Projeto Leite Competitivo Sul, são 100 produtores cadastrados, com produção de 25 mil litros por dia. “Nove laticínios coletam leite em Irati. A Secretaria realiza assistência técnica nas propriedades e possui também Programa de Inseminação de Alta Genética”, salientou.

     No setor de fruticultura, atualmente Irati conta com 60 fruticultores e 50 hectares de área plantada, com produção de mais de 500 toneladas ao ano. “Para 2021 será iniciado também o cultivo de maracujá, onde serão distribuídas 10 mil mudas para 10 produtores”, destacou o responsável pela pasta.

    No Programa Porteira Adentro, segundo Raimundo, mil pedidos foram protocolados e 700 foram atendidos. “No CMDRS, houve reestruturação do Conselho e muitos trabalhos foram realizados junto às Associações”. A Patrulha Rural de acordo com o Secretário atendeu as comunidades de Pirapó, Boa Vista do Pirapó, Mato Queimado, Volta Grande, Rio Preto, Campina de Gonçalves Júnior e Gonçalves Júnior. No departamento de Habitação Rural, conforme Gnatkowski, 60 casas foram construídas e entregues. Sobre o Programa Ecotroca, o Secretário apresentou um resumo do ano 2017-2020: “300 famílias atendidas em quatro pontos de coleta; R$ 200 mil investidos; 60 toneladas de alimentos distribuídos; 180 toneladas de material reciclável recolhido e 30 agricultores integrados”.  

     Raimundo falou também sobre o trabalho de proteção de nascentes; tratamento de esgoto zona de raízes; abastecedouros comunitários onde nove comunidades foram atendidas; captação da água da chuva, com 25 famílias atendidas com caixas de cinco mil litros; cursos da agricultura orgânica para grupos da agricultura familiar; perfuração de poços artesianos, com seis concluídos; recuperação de áreas degradadas com plantio de mudas nativas; mapeamento de estradas rurais; atendimento com cursos e assistência técnica à Apicultura e Erva Mate; entrega de calcário e fosfato natural – 723 toneladas distribuídas; construção da nova Feira do Produtor; aquisição de três novos veículos e seis computadores modernos; cinco comunidades atendidas com plainas niveladora agrícola, e  três comunidades com 12 equipamentos agrícolas; festa do pêssego, entre outras diversas ações.

    Sobre o Centro de Processamento de Alimentos, segundo o secretário, foram realizados cursos para merendeiras e em comunidades; 5.500 alunos foram beneficiados com uma alimentação adequada e de qualidade, e foram adquiridos veículos e equipamentos novos. “No PNAE Municipal em 2019: 60% dos produtos vieram da agricultura familiar. Até 2030 a meta é que 100% dos gêneros alimentícios venham da agricultura familiar, mais compra de produtos orgânicos”, afirmou Gnatkowski.  

    De acordo com Raimundo, nestes quatro anos a secretaria contou com um importante tripé de capacitação, diversificação e estruturação. Os vereadores elogiaram a apresentação e o trabalho da equipe a frente da pasta e sanaram dúvidas em relação as atividades. O Presidente enalteceu a presença e disponibilidade do Secretário, reiterando que a Casa de Leis está sempre à disposição para colaborar e promover o desenvolvimento sustentável do meio rural e do agronegócio em benefício do produtor rural e da comunidade iratiense. O Secretário agradeceu a sua equipe e o espaço na Casa para apresentar os projetos e ações da pasta. 

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)