Irati: Caso suspeito da COVID-19 morre em Ponta Grossa - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 3 de junho de 2020

Irati: Caso suspeito da COVID-19 morre em Ponta Grossa

Na última terça-feira (02/06), uma mulher , moradora de Irati, que havia sido transferida do Hospital Santa Casa de Irati, veio a falecer no Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais, em Ponta Grossa. Na Certidão de Óbito emitida em cartório, uma das causas da morte apontada foi "infecção por coronavírus não especificada", conforme as imagens a seguir:

A equipe do Jornal Iratiin entrou em contato com Assessoria de Comunicação do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais, a qual informou que se trata de um caso SUSPEITO da COVID-19. 

Ainda de acordo com a Assessoria, para a confirmação ou descarte oficial de Coronavírus nos pacientes internados, é necessário que haja o resultado de dois exames feitos ao longo do internamento. Para esta paciente em específico, o resultado de apenas um dos exames já retornou ao hospital, tendo o resultado sendo NEGATIVO para COVID-19. Aguarda-se, neste momento, a chegada do resultado do segundo exame. 

Mas, se não houve nenhuma confirmação da COVID-19, então, por qual motivo esta é a causa da morte secundária apontada na Certidão de Óbito?

De acordo com o enfermeiro Agostinho Vanderlei Basso, que atua na Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Irati - PR,  este é apenas um de diversos casos em que isso ocorre, causando diversas dúvidas tanto na família da pessoa que falece, quanto na população em geral, que acaba recebendo fotografias destes documentos feitas em celular e compartilhadas em redes sociais, como WhatsApp e Facebook. "Como ainda havia a suspeita da COVID-19 no momento do falecimento, na Declaração de Óbito, ou 'DO' como costumamos chamar no âmbito da Saúde, a infecção por Coronavírus acaba sendo apontada como uma das causas possíveis da morte. Neste caso específico, a causa secundária. E, é esta declaração que posteriormente é utilizada como referência para a informação que é registrada na Certidão de Óbito emitida pelo Cartório de Registro Civil", explica.

O enfermeiro Agostinho Vanderlei Basso também comenta que, posteriormente à chegada dos resultados com a definição de positivo ou negativo para COVID-19, os setores de Saúde como a Secretaria Municipal, a 4ª Regional, a SESA e o Ministério da Saúde, que têm acesso ao Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), fazem o registro atualizado da Causa da Morte, sendo esta a informação oficial utilizada para as atualizações nos índices nacionais, estaduais, regionais e municipais de óbitos causados pelo Coronavírus. 

Dessa forma, mesmo constando na Certidão de Óbito a "infecção por Coronavírus não especificada", esta informação não reflete necessariamente o que se constata na realidade, com base em exames laboratoriais realizados durante o internamento dos pacientes com suspeita da COVID-19.

PREVENÇÃO
Mesmo não havendo, até a data de hoje (03/06), nenhum óbito comprovadamente causado pela COVID-19, tomar as medidas de prevenção é a melhor maneira de assegurar que o Coronavírus não causará nenhuma morte em nosso município. Por isso, é imprescindível que se siga todas as recomendações: sair de casa somente em caso de necessidade, fazer sempre o uso de máscaras, lavar as mãos com muita frequência usando álcool gel ou água e sabão, evitar aglomerações, manter uma distância segura das outras pessoas em ambientes públicos, entre outras.