Premiação do 1º Concurso de Trovas de Irati - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Premiação do 1º Concurso de Trovas de Irati


Acontece no próximo dia 31 deste mês, a Cerimônia de Premiação dos trovadores do 1º Concurso de Trovas de Irati. O evento acontecerá às 9h30 do sábado (31), no Centro Cultural Clube do Comércio (CCCC), na Rua 15 de Julho, 310.

Da programação, constam a abertura de exposição de trovas classificadas, momentos musicais, entrega de diplomas, lançamento do Concurso Nacional Intersedes, leituras de trovas de livre escolha dos presentes, e uma confraternização por adesão.

A promoção é da Seção da União Brasileira de Trovadores (UBT) de Irati, e tem o apoio da Prefeitura, ALACS, Fundação Denise Stoklos e CCCC. O convite é aberto a toda a comunidade.

Mais de 500 inscrições
O concurso foi proposto pelos de trovadores que pertencem a essa seção, para homenagear com versos, o município de Irati, pelo seu 112º aniversário, transcorrido em julho último.

Teve 503 inscrições, divididas nos âmbitos Municipal, Estadual e Nacional, para trovadores novos e veteranos, e três temas: “Abelha”, “Mel” e “Colmeia”. Na categoria especial de humor, o tema foi “Abelhudo”. Foram classificados 40 trovadores, sendo quatro de Irati e os demais do Paraná e vários estados do Brasil.

Com relação ao número de trovas que podem ser inscritas, é organizado e publicado um regulamento, contendo os procedimentos de cada concurso, que são semelhantes, variando de uma a três trovas por candidato.

Seção Irati é filiada à UBT
O grupo de Irati está legalmente instituído para elaborar concursos trovadorescos, com o aval da União Brasileira dos Trovadores, (UBT) órgão que o município é filiado desde 2009, quando a Delegacia de Trovadores local foi instalada. Após desempenho constante, foi promovida a categoria de Seção de Trovadores de Irati, em 2018.

Atualmente a diretoria da Seção de Irati é constituída por Luiza Nelma Fillus (presidente), Luiz Vieira (vice-presidente de Administração), Silvia Maria Svereda (vice-presidente de Finanças), João Wilson Faustini e Caterina Gaioski (vice-presidente de Cultura/Relações Públicas), Tani Moraes Neves (secretária), e Celia Neves Vieira (coordenadora do Juventrova).

Irati tem histórico de trovadores
A presidente da Seção da União Brasileira de Trovadores de Irati, Luiza Nelma Fillus comenta que Irati tem um histórico de munícipes que se dedicaram a este formato poético.

“Sabemos que Irati realizou outros concursos de trovas, com   trovadores de grandeza em nossa cidade, como Mafalda de Sotti Lopes, Rosemary Lopes Pereira, Virgílio Moreira, Juvenal Ribeiro de Camargo, e outros ainda que se dedicaram ao oficio de escrever nessa modalidade literária, mas especificamente em trovas,  somente esse concurso de 2019, foi o primeiro”.

“O movimento de trovas está organizado por municípios, mas como aqui temos a ALACS, os acadêmicos conhecem, apoiam, e alguns participam dessa iniciativa literária, tendo premiações em diferentes concursos. Nada impede que o município que queira instalar uma Delegacia de Trovas, o faça e, se quiser, terá nosso apoio e nossa admiração”, complementa Luiza.

Atividades
A Seção de Trovas de Irati realiza encontros, no primeiro sábado do mês, no Centro Cultural Clube do Comércio, a partir das 9h30 e até às 11h.

Nos encontros mensais são discutidas questões como elaboração da trova, leitura dos boletins da UBT (que trazem os locais em que serão realizados os concursos no mês seguinte), encontros de trovadores, cronograma de oficinas de trovas para adultos e jovens, participações em eventos onde iratienses foram contemplados com premiações e, por meio de ata, registra-se a memória da UBT, sessão de Irati.

A União Brasileira de Trovadores (UBT) é uma entidade que congrega duas centenas de cidades do Brasil e Portugal, onde as Seções e Delegacias divulgam a Trova, com a realização de Oficinas e Concursos. A UBT Nacional existe há 50 anos.


Resultado do 1º CONCURSO DE TROVAS DE IRATI - 2019


MUNICIPAL: VETERANO

1º lugar: LUIZ VIEIRA - IRATI (PR)

Pega o néctar sem aleijo...

abelha... muito fiel!

Fecunda a flor com um beijo

e sai grávida de mel!



2º lugar: LUIZ VIEIRA - IRATI (PR)

Bem na alma da natureza,

abelha, com seu vigor,

planta vida com presteza...

no coração de uma flor.



MUNICIPAL: NOVATO

1º lugar: CÉLIA TEREZINHA NEVES VIEIRA - IRATI (PR)

Abelha laboriosa

mas engenhosa também...

Ao beijar a flor mimosa

busca mel que ela contém.



2º lugar: CÉLIA TEREZINHA NEVES VIEIRA - IRATI (PR)

Pela campina florida,

no afã polinizador...

Abelha propaga vida

pousando de flor em flor.



3º lugar: TANI MORAES NEVES - IRATI (PR)

No mais alto vão da telha

como a praticar rapel,

descendo e subindo a abelha

para produzir o mel!



ESTADUAL: VETERANO

1º lugar: ANTONIO AUGUSTO DE ASSIS - MARINGÁ (PR)

Isto sim, amor, eu chamo

de alimento da alegria:

o mel que vem no “eu te amo”

que ouço ao fim de cada dia!



2º lugar: ANTONIO AUGUSTO DE ASSIS - MARINGÁ (PR)

Vovozinho, triste e só,

olha a Lua e beija o anel.

Com saudade da Vovó,

relembra a lua-de-mel...



3º lugar: MARIA HELENA OLIVEIRA COSTA - PONTA GROSSA (PR)

Sei que os bons trazem nas veias

um sangue jamais revel;

que oferecem a mancheias,

somente favos de mel!...



4º lugar: MARIA HELENA OLIVEIRA COSTA - PONTA GROSSA (PR)

Por este chão jorra o mel

com sabor de favo puro,

adoçando o coquetel

da cidade e do futuro!



ESTADUAL: NOVATO

1º lugar: ROSICLER ANTONIÁCOMI ALVES GOMES – PONTA GROSSA (PR)

Sou a abelha e te sustento

com cera, mel e melado.

E me dás como alimento

o pólen envenenado.



2º lugar: OLY CESAR WOLF - CAMPO LARGO (PR)

Além de prover sustento,

o mel adocica o lábio.

Assim é o conhecimento,

posto na mente do sábio.



3º lugar: OLY CESAR WOLF - CAMPO LARGO (PR)

Como a abelha faz o mel,

por ser escrava do instinto,

eu ponho aqui no papel

as coisas todas que sinto.



NACIONAL VETERANO

1º lugar: AILSON CARDOSO DE OLIVEIRA - MAGÉ (RJ)

Colmeia cheia, fartura,

néctar de flores formosas,

de Irati Deus com ternura,

fez o mel puro das rosas.



2º lugar: CARLOS ALBERTO DE CARVALHO - SÃO GONÇALO (RJ)

Com as matas devastadas

choram rainha e zangão,

vendo as colmeias queimadas

nas fazendas do sertão.



3º lugar: ROBERTO RESENDE VILELA - POUSO ALEGRE (MG)

A colmeia nos ensina,

com notável singeleza,

como funciona a oficina

que se chama natureza.



4º lugar: ROBERTO RESENDE VILELA - POUSO ALEGRE (MG)

Toda colmeia retrata,

com destacada beleza,

o que é geometria exata,

e a arte da natureza.



5º lugar: MARCIANO BATISTA DE MEDEIROS - PARNAMIRIM (RN)

Nas queimadas percebi

que entre as cinzas da tristeza,

as colmeias de Irati

são prantos da natureza!



MENÇÃO HONROSA - NACIONAL VETERANO

MARIA MADALENA FERREIRA - MAGÉ (RJ)

Há na colmeia um zumbido,

que me lembra uma “babel”,

sempre que um favo espremido

resulta em litros de mel!!!



APARECIDA GIANELLO DOS SANTOS - MARTINÓPOLIS (SP)

Belo exemplo há na colmeia,

pelo doce, sempre unida...

Ah, quem dera a mesma ideia

fosse por nós repetida.



ARLINDO TADEU HAGEN - JUIZ DE FORA (MG)

Poeta, tu te assemelhas,

no mel que pões no teu verso

à figura das abelhas

na colmeia do Universo.



DODORA GALINARI - BELO HORIZONTE (MG)

Por mais distante que eu fosse

dessa colmeia -Irati-

teria a lembrança doce

do povo que habita em ti!



MARIA MADALENA FERREIRA - MAGÉ (RJ)

Houve tempos por aqui

de colmeias a granel!

- É por isso que Irati

quer dizer... “Rio de Mel”!



NACIONAL NOVATO

1º lugar: ANA MARIA NASCIMENTO - PLANALTO ARACOIABA (CE)

Sem usar prosopopéia

para mostrar meu valor,

descobri numa colméia,

da vida o grande sabor.



2º lugar: ANA MARIA NASCIMENTO - PLANALTO ARACOIABA (CE)

O meu caminho tristonho

transformou-se em odisséia,

quando pude ver em sonho

o valor d’uma colméia.



3º lugar: MAX REIS - BELÉM (PA)

Colmeia não é compor

um favo de cem andares,

mas respeitar cada flor

nas curvas dos caminhares.



4º lugar: PAULO MAURÍCIO GOMES DA SILVA - TERESÓPOLIS (RJ)

As asas da inspiração

são, em doce revoada,

como asas que vêm e vão

numa colmeia dourada…



5º lugar: ARTEMIZA CORREIA - OCARA (CE)

És minha doce odisseia

e razão do meu viver,

meu coração é colmeia

habitat para o teu ser!



MENÇÃO HONROSA - NACIONAL NOVATO

PAULO MAURÍCIO GOMES DA SILVA - TERESÓPOLIS (RJ)

O poema natural

tem, às vezes, por plateia,

muitas asas de cristal

em torno de uma colmeia…



ARTEMIZA CORREIA - OCARA (CE)

Engenheira a natureza,

em silêncio sem plateia,

com peculiar beleza,

constrói perfeita colmeia!

     

MAX REIS - BELÉM (PA)

Do zum-zum-zum das abelhas

de uma colmeia no forro

pingava mel pelas telhas

no lar mais doce do morro.



MARCO AURÉLIO GOULART - ITAPECURU-MIRIM (MA)

Verdadeira panaceia

que cura maus sentimentos,

nosso amor é uma colmeia

cheia de doces momentos!



JULIANA DOS SANTOS BELGA - BELO HORIZONTE (MG)

Quem conheceu Irati

viu um pedaço do céu.

A colmeia deixou doce

aquele Rio de Mel.



HUMOR VETERANO

1º lugar: MÁRCIA JABER - JUIZ DE FORA (MG)

Vendo o velhote posudo

com a irrequieta gatinha,

aquele cara abelhudo

pergunta se era a netinha.



2º lugar: EDY SOARES - VILA VELHA (ES)

O casalzinho se amava

e, o papagaio abelhudo,

na janela resmungava:

- Também quero... ou conto tudo!



3º lugar: MAURÍCIO CAVALHEIRO - PINDAMONHANGABA (SP)

O abelhudo, ao ser flagrado

bisbilhotando a vizinha,

foi gravemente atacado

por sua “abelha rainha”.



4º lugar: WANDA DE PAULA MOURTHÉ - BELO HORIZONTE (MG)

Dedurou-me a meu marido

o meu criado abelhudo.

Eu despedi o enxerido.

Tenho só “criado-mudo”.



HUMOR NOVATO

1º lugar: MAX REIS - BELÉM (PA)

Metido a saber de tudo

falava e não tinha prova.

No enterro desse abelhudo

a língua não deu na cova.



2º lugar: CATERINA BALSANO GAIOSKI - IRATI (PR)

O cara muito abelhudo

é chato e inconveniente,

quer sempre saber de tudo,

da vida de toda gente.



3º lugar: VENCESLAU OLIVAL - NOVA FRIBURGO (RJ)

Surge logo um abelhudo

quando a abelha extrai o mel,

pois procura o linguarudo

fofoca para o seu fel!



4º lugar: JULIANA DOS SANTOS BELGA - BELO HORIZONTE (MG)

Eu queria ser sortudo

e sair dessa barraca,

mas meu azar abelhudo

me mantém na urucubaca.