FIMUSA mostra a força da evangelização através da música - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 18 de junho de 2019

FIMUSA mostra a força da evangelização através da música



20 ANOS DEPOIS


Festival recebeu diversos talentos musicais cristãos em Irati

Com sucesso de público, qualidade musical dos participantes, e bandas conquistando mais de um troféu, o Festival Iratiense de Música Sacra (FIMUSA) aconteceu no último domingo (16), em Irati. O evento foi retomado após 20 anos pela Paróquia Nossa Senhora da Luz e mostrou a força da evangelização através da música. 

Das 16 inscrições que recebeu, o Festival contou 12 apresentações de várias cidades do Estado com canções cristãs e autorais que emocionaram o público presente. Os premiados são da cidade de Irati, Inácio Martins e Ponta Grossa. Segundo a organização, cerca de 800 pessoas passaram pelo evento durante a tarde de domingo. Destes, mais de 40 ingressos foram solidários e doados para adolescentes e jovens carentes.

Além do público presente, o FIMUSA contou com a presença do prefeito de Irati, Jorge Derbli, do secretário de Cultura, Patrimônio Histórico e Legado Étnico, Alfredo Van Der Neut, e do secretário de Comunicação Social, Sidnei Jorge, o "Sidão".

“Com imensa satisfação que participamos da abertura do XVII Fimusa, na reativação desse festival de épocas passadas. A Prefeitura está apoiando e vamos continuar para que o Festival não adormeça novamente, momento importante para os jovens, famílias e o desenvolvimento cultural do município”, destacou Derbli.
O pároco da Paróquia Nossa Senhora da Luz, padre Jorge Casimirski, e o vigário, padre Edevaldo Carneiro, concederam a bênção ao Fimusa. Casimirski ressaltou sobre a volta do evento. “Para mim é de grande satisfação e alegria dar a benção, acompanhar e ajudar a desenvolver a retomada deste festival. Ver todo esse pessoal animado na evangelização ofertando sua vida e seus dons é muito gratificante”. 

“Ver essa juventude participando é um momento que nos enche de alegria, pois fazemos um esforço para que os jovens participem ativamente da vida da Paróquia. É uma proposta muito atual de evangelização da nossa Igreja”, disse padre Edevaldo.

CLASSIFICAÇÃO E GANHADORES
Em uma disputa acirrada e pontuação muito próxima, três bandas levaram as sete premiações do FIMUSA. A música vencedora do Festival veio de Inácio Martins, “Horas de Angústia” da banda Mãe Aparecida, que conquistou 141,30 pontos na classificação geral. A canção também levou os troféus de Melhor Composição e Melhor Arranjo.

Segundo a equipe, a música fala da experiência de fé que viveu uma pessoa ao enfrentar a síndrome do pânico. “Para nós foi muito gratificante vencer em três categorias. A letra realmente foi uma inspiração, uma oração, fui fazendo a música para que quando ela sentisse medo ela cantasse. Foi um trabalho em equipe”, destacou Angela Macarroni.


Além de Inácio Martins, as cidades de Irati e Ponta Grossa também conquistaram troféus. A Banda Perpétuo Socorro, representando a Paróquia com a música “O Reino de Deus”, levou o 2º lugar geral e o prêmio de Melhor Torcida. Já o cantor Lucas Martins, da Comunidade Católica Deus Pai, de Ponta Grossa, alcançou a 3ª colocação e o título de Melhor Interpretação, com a música “Os Sonhos de Deus”. A classificação geral pode ser conferida em anexo neste texto. 


COMISSÃO JULGADORA
O corpo de jurados do Festival contou com cinco especialistas do meio musical. Jussara Silva Berger, coralista do Gaudeamus In Domino e instrutora de teclado e órgão; Maestro Wellington da Costa G. Pereira, maestro regente, compositor, arranjador, luthier e acompanhista; Maestro Luiz Vieira, pós-graduado em Educação Musical, Regência, Avaliação Musical, Composição e Arranjos, pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná; Paulinho Pezak, estudou Teoria Musical Avançada na Escola Dó Maior em Curitiba/PR, campeão paranaense na modalidade Gaita Piano, dividiu o palco com artistas nacionais e é proprietário de um Studio profissional de música, o qual irá gravar gratuitamente a música vencedora do Festival.

Diego Fernandes é cantor, compositor, escritor, e pregador católico. Foi o apresentador oficial da JMJ - Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro- RJ. Já trabalhou na Rede Vida, Canção Nova e atualmente Rede Século 21. Recebeu recentemente quatro Prêmios no Troféu Louvemos. (Melhor Intérprete, Cantor Solo do Ano, Melhor Álbum Rock, Álbum independente do ano). Realiza mais de 100 shows por ano em diferentes estados e cidades brasileiras. “Me surpreendi pela qualidade. Teve muitas músicas boas e a disputa acirrada. Bandas que não puderam comparecer mas que fica o incentivo para os próximos anos, porque o festival é de um nível muito bom e com ótimas premiações, além de uma festa de fraternidade”, disse o artista.

EVANGELIZA SHOW
Ao final das apresentações, a expectativa tomou conta para o conhecimento dos vencedores. Diego Fernandes agitou o público com o Evangeliza Show e suas canções em que os jovens e público presente cantaram, dançaram e louvaram a Deus. 

PARCEIROS
O FIMUSA teve o apoio da Prefeitura de Irati e mais 29 empresas e personalidades que contribuíram na estruturação da festividade. Além dos órgãos de imprensa que realizaram a divulgação e cobertura do festival.


CLASSIFICAÇÃO GERAL E PREMIAÇÃO

1º lugar: Música: “HORAS DE ANGÚSTIA” (141,30 pontos)
Grupo MÃE APARECIDA
Matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida | Inácio Martins/PR
2º lugar: Música: “O REINO DE DEUS” (139,05)
Banda PERPÉTUO SOCORRO
Paróquia N. Sra. do Perpétuo Socorro | Irati/PR
3º lugar: Música: “OS SONHOS DE DEUS” (138,60).
LUCAS MARTINS
Comunidade Católica Deus Pai | Ponta Grossa/PR


Melhor Composição: Música: “HORAS DE ANGÚSTIA”

Grupo MÃE APARECIDA
Matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida | Inácio Martins – PR


Melhor Interpretação: Música: “OS SONHOS DE DEUS”

LUCAS MARTINS
Comunidade Católica Deus Pai | Ponta Grossa – PR


Melhor Arranjo: Música: “HORAS DE ANGÚSTIA”

Grupo MÃE APARECIDA
Matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida | Inácio Martins/PR


Melhor Torcida: Paróquia N. S. do Perpétuo Socorro | Irati/PR



Texto: Bárbara Gardin/Pastoral da Comunicação

Fotos: Leonice Bettes Sejanoski/Pastoral da Comunicação