Administração do campus Irati conquista conceito máximo no CPC - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Administração do campus Irati conquista conceito máximo no CPC

O curso de Administração do campus de Irati iniciou as suas atividades no ano 2000 e, segundo o professor Sérgio, tem como característica por ser noturno, alunos que trabalham durante o dia. 

Dentre os projetos executados pelo curso está o Bom Negócio Paraná que capacita empreendedores


O Ministério da Educação divulgou mais um retrato dos cursos de graduação no Brasil, através das notas obtidas pelos cursos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), e no Conceito Preliminar de Curso (CPC). Na Unicentro, o curso de Administração do campus Irati conquistou nota máxima no CPC, que equivale ao conceito 5. A avaliação referente a 2015, garantiu ao curso o segundo lugar no Paraná e o quarto na Região Sul.

O chefe do Departamento, professor Sérgio Luis Dias Doliveira lembra que esta é a segunda vez que o curso conquista o conceito máximo do CPC. “Esta é uma nota bem buscada pelos cursos porque é composta por diferentes aspectos, é um conceito bastante amplo. Dos 14 cursos avaliados, só o nosso de instituição pública conseguiu o conceito 5. Ele coroa um trabalho conjunto que iniciou com a formação do curso e que está mostrando resultados”, afirma.

O curso de Administração do campus de Irati iniciou as suas atividades no ano 2000 e, segundo o professor Sérgio, tem como característica por ser noturno, alunos que trabalham durante o dia.

O Trote Solidário é realizado todos os anos. Em 2016, o Asilo Santa Rita foi beneficiado


“Desde que nós formamos o curso, no ano de 2000, ele tem em torno de 400 formados, e vários profissionais atuando em bancos, instituições, cooperativas e muitos foram para o mercado e construíram negócio e estão empreendendo. Hoje no curso de Administração, a partir do segundo ano, principalmente, só não está colocado no mercado quem não quer”, complementa.

A acadêmica do quarto ano de Administração, Flávia Massuga confirma que o curso possibilita a entrada no mercado de trabalho já durante a graduação. Para ela, as notas 5 no CPC, e 4 no Enade, só atestam a qualidade que o curso oferece aos acadêmicos.

“Nós ficamos bastante satisfeitos com essa nota obtida tanto no Enade, quanto no CPC, principalmente, porque vai abrir mais oportunidade ainda na área de trabalho, já que a maioria dos acadêmicos que estão cursando Administração estão colocados, e aqueles que não estão, normalmente é por opção. É um curso que abre muitas portas e esse resultado no CPC só confirma a qualidade que o curso vem demonstrando ao longo dos anos, por exemplo, nos vestibulares, sendo o segundo curso mais concorrido aqui do campus”, avalia Flávia.

Para o vice-chefe do Departamento, professor Mauricio João Atamanczuk, a qualidade na formação dos alunos também se dá através das atividades além da sala aula. Como exemplos, o professor cita projetos como o Bom Negócio Paraná, atividades de responsabilidade social, como o Trote Solidário promovido anualmente pelo curso, além do estímulo à leitura através de bibliotecas que ficam disponíveis nas salas de aula e com livre acesso para os alunos.

“É prevista uma carga horária de 60 horas para os alunos cumprirem de atividades de responsabilidade social, cujo objetivo principal é a partir do conhecimento que adquiriu ao longo do curso, conseguir prestar algum retorno já durante esse processo para sociedade e isso é desenvolvido através de projetos de extensão. Temos atividades ligadas a questão ambiental, outras como o projeto de Ética que envolve a comunidade e o Poder Judiciário, na ressocialização de ex-detentos, e também ações relativas a economia familiar”, destaca Mauricio.

O curso também conta com os projetos de pesquisa desenvolvidos pelos docentes e aqueles em que eles prestam orientações, que são as iniciações científicas. “Estas atividades são um incentivo aos alunos para eles poderem adentrar a área da ciência, ou seja, a pesquisa dentro da Administração”, acrescenta o vice-chefe.

O professor Sérgio ressalta que o curso apesar de ser ministrado numa cidade do interior, consegue resultados que a maioria das grandes instituições gostariam de ter. “Há um comprometimento de todos os professores com a qualidade do curso. Fundamental também é a participação dos alunos, o corpo discente abraçou a questão de construir conhecimento e de um curso de excelência, e está mostrando que estão saindo bons profissionais formados e que temos bons estudantes no curso”, observa.


Assessoria Unicentro Irati

Siga-nos no Instagram