Legislativo reúne-se com membros da ONG SOS Amigo Bicho - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 6 de março de 2017

Legislativo reúne-se com membros da ONG SOS Amigo Bicho



Nesta segunda-feira (06), os vereadores Roni Surek, Edson Luís Elias e Nivaldo Bartoski estiveram reunidos na Câmara com membros da ONG SOS Amigo Bicho. O encontro serviu para discutir ações em prol desta importante entidade, que recolhe animais doentes e abandonados nas ruas do município, encaminhando-os para adoção.

Recentemente foi aprovado um Projeto de Lei de subvenção para a ONG no valor de R$ 35 mil, que tem por objetivo dar cobertura as despesas como pagamento de procedimentos médico-veterinários e alimentação parcial de animais. Mas, segundo informações dos representantes da ONG, esse valor repassado não é suficiente para cobrir todas as despesas. Por isso, o “Amigo Bicho” solicita o apoio do legislativo, de todos os órgãos da sociedade e da população em geral, para que o trabalho em prol dos animais abandonados continue acontecendo. “Essa colaboração pode ser feita através do trabalho voluntário de quem se dispuser a ajudar ou mesmo através de doações”.

Hoje conforme os membros da ONG, a maior dificuldade está relacionada a questão financeira. “São muitos animais para alimentar e prestar atendimento. Não há um controle na cidade”. Como sugestão, a Associação solicitou aos vereadores e ao Executivo que consolidem um convênio a curto prazo com as clínicas veterinárias do município, para que cães e gatos possam ser castrados, esterilizados e chipados. “O microchip seria um banco de dados com todas as informações. Com ele manteríamos um controle sobre a população de animais, evitando a proliferação de doenças”, relataram os membros do “Amigo Bicho”.

Os vereadores concordaram com a iniciativa da ONG e prometeram debater junto ao Executivo com prioridade esta importante reivindicação, pois “uma cidade que maltrata seus animais não é bem vista”, destacaram os parlamentares.

Conforme os vereadores, uma reunião será agendada novamente com os membros da ONG e demais representantes da sociedade para que soluções sejam apontadas e concretizadas a curto prazo. “Precisamos transformar o nosso município, não podemos fazer parte do índice de cidades brasileiras, em que a situação de animais abandonados vem se tornando cada vez mais caótica, representando um grave problema de saúde pública”.

Assessoria Câmara Municipal de Irati



Siga-nos no Instagram