Pesquisa investigará possíveis problemas vocais enfrentados pelo professor universitário - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Pesquisa investigará possíveis problemas vocais enfrentados pelo professor universitário


O Departamento de Fonoaudiologia do campus Irati está desenvolvendo a pesquisa “Sintoma, Fadiga e Saúde Vocal de professores universitários”. O estudo é coordenado pela professora Ana Paula Dassie Leite através de Iniciação Científica. O objetivo é identificar possíveis problemas de voz enfrentados pelos docentes que atuam em instituições de Ensino Superior.

“Nós temos a pretensão de desenvolver algumas ações dentro da universidade em prol deste grupo. Já tivemos uma conversa inicial com a Pró-Reitoria de Recursos Humanos para propor eventualmente um projeto de extensão para fazer avaliações vocais periódicas em professores, trabalhos de palestras ou oficinas. Mas entendemos que primeiro é preciso conhecer o perfil desta população”, afirma Ana Paula.

A professora lembra que entre os professores da Rede Básica de Ensino existe um perfil bem traçado. Em geral, eles têm mais horas em sala de aula, menos descanso e muitos alunos em sala. Isso faz com que os profissionais sejam muito suscetíveis a desenvolverem problemas de voz e terem afastamento, ou ainda, ficar sem dar aula por causa da voz. Porém, entre os professores universitários alguns aspectos precisam ser melhor compreendidos.

“Queremos fazer esse levantamento para identificar sintomas como: rouquidão, cansaço, falha na voz, dificuldade de voz depois de um dia longo de trabalho, voz pior no fim do dia de trabalho, ou seja, todos os indícios que podem gerar uma ideia de que ele está sim com problemas vocais ou na eminência de desenvolver esses problemas. Além disso, vamos investigar o conhecimento desse professor sobre a saúde da voz, o que ele conhece sobre hábitos positivos e negativos, por exemplo. Também, se esse grupo tem conhecimento limitado e precisamos envolvê-los em ações de aprimoramento vocal e de orientações de saúde vocal. O objetivo é traçar um perfil bem amplo da população”, destaca Ana Paula.

Para isso, a professora e os alunos Jaqueline Novis, Antonio Leonardo de Paula e Gabrieli Cercal que fazem parte da Iniciação Científica, elaboraram um questionário parcialmente desenvolvido por eles, mas que também contém questões de protocolos já validados na Língua Portuguesa para avaliar justamente problemas de voz.

“Nós compilamos isso num único instrumento e fizemos via plataforma na internet. Estamos disparando para os professores de Irati e Guarapuava por e-mail. No próprio corpo da mensagem é possível o professor clicar no link para responder as questões. Nós também estamos divulgando nas redes sociais, e qualquer professor universitário pode preencher os dados que estes chegam automaticamente para nós”, explica.

Caso o professor não receba o e-mail ou seja de alguma instituição que não a Unicentro, Ana Paula frisa que o questionário pode ser solicitado através do e-mail: apdassie@unicentro.br, ou junto ao Departamento de Fonoaudiologia pelo telefone: (42) 3421-3033.

“Gostaríamos de reforçar o convite a toda comunidade porque para que façamos um bom trabalho quanto mais professores participarem é melhor, teremos uma visão mais clara do que acontece. É um questionário relativamente rápido, em dez minutos é possível responder e vai ser de grande valia para a nossa análise e para o que pretendemos fazer em benefício do professor universitário”, conclui a professora.



Divisão de Comunicação Social – Unicentro, campus Irati