Diminuem os acidentes em rodovias estaduais na região Centro Sul e o número de feridos aumenta - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 21 de março de 2015

Diminuem os acidentes em rodovias estaduais na região Centro Sul e o número de feridos aumenta

Segundo dados do Setor de Planejamento do Batalhão da Polícia Rodoviária do Paraná, o número de acidentes graves em rodovias estaduais na região Centro Sul do Estado diminuiu. O 1º Tenente Felipe Vitor Hess explica que, em uma comparação de janeiro a 15 de março de 2014 e com o mesmo período deste ano, houve redução de 20% nos acidentes e 100% no número de óbitos.


@Tadeu Stefaniak
No início de 2014, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) registrou 15 acidentes nas rodovias PR-364, PR-438, PR-160, PR-522 e PR-487, que cortam a região Centro Sul. Já em 2015, no mesmo período, o número de acidentes caiu para 12. Apesar disso, o número de feridos aumentou em relação a 2014, somando 25 nesse ano contra 6 do ano anterior.

O tenente Hess destaca que o aumento se deve, principalmente, pela participação de veículos com maior capacidade em acidentes. “Analisando os dados dos acidentes, mesmo com a diminuição na quantidade total de acidentes e a redução do número de óbitos nas rodovias estaduais, infere-se que houve um aumento na quantidade de feridos, o qual se justifica, principalmente, por conta de um acidente de trânsito envolvendo um micro-ônibus com vários passageiros no dia 8 de Fevereiro de 2015, ocorrido no município de Fernandes Pinheiro, onde somente neste evento foram 12 passageiros feridos. Ao mesmo tempo que outros fatores contribuem para o aumento da quantidade de feridos em acidentes, como a velocidade excessiva e a não-utilização ou existência de equipamentos de segurança nos veículos – cinto de segurança, airbag, etc”, afirma.

Hess ainda ressalta que a diminuição no número de acidentes graves pode ser explicada por uma maior fiscalização por parte dos oficiais e pela conscientização dos motoristas. “Esses dados se justificam por meio da otimização da ostensividade do policiamento nas estradas e rodovias, com foco na prevenção dos acidentes. Outros fatores que também contribuíram para a obtenção desses resultados são o aumento da conscientização dos motoristas e o impacto psicológico nos condutores referente ao aumento recente dos valores de algumas das infrações mais comuns em rodovias – ultrapassagem proibida, embriaguez ao volante, entre outros”.

Principais causas de acidentes
O tenente também destaca que os condutores devem ficar atentos e evitarem manobras perigosas nas rodovias. Segundo ele, a maioria dos acidentes ainda é causada pela falta de atenção dos motoristas. “Podemos destacar como principais causas dos acidentes nas rodovias estaduais, a ultrapassagem em local proibido ou ultrapassagem forçada, excesso de velocidade, não manter distância de segurança do veículo da frente, desatenção dos motoristas e não conferência do condutor quanto ao estado dos veículos, principalmente dos equipamentos obrigatórios”, finaliza.

Kyene Becker/Hoje Centro Sul