Rodoviária de Irati é inaugurada - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Rodoviária de Irati é inaugurada

Rodoviária de Irati é inaugurada

O novo terminal rodoviário de Irati foi entregue para a população na noite desta quinta-feira (19), pelo prefeito municipal 

Odilon Burgath, em solenidade que teve significativo público e a presença de autoridades estaduais e federais.

Com 3.154,64m² de área construída, a obra foi toda executada com recursos próprios do município, num investimento de R$3.313.783,97. 

Ampla e moderna, a nova rodoviária oferecerá maior conforto às pessoas de toda a região que se utilizam do transporte intermunicipal.

A rodoviária possui oito salas comerciais, além dos diversos ambientes espaçosos que oferecem bem estar aos usuários do serviço rodoviário.

Para prefeito Odilon Burgath, a entrega da rodoviária representa um dos momentos mais marcantes da administração.  "Foram dois anos de luta e fizemos o que tinha que ser feito para concluirmos as obras da rodoviária de Irati. 

A luta no judiciário, travamos e vencemos. Esta obra não é de empreiteiro nenhum, esta obra é do povo", ressaltou  Burgath.


Execução da obra
Há três anos, em fevereiro de 2012 uma nova rodoviária começou a ser construída em Irati.

 A obra, que tinha inicialmente um prazo para conclusão de 10 meses, teve diversos problemas (técnicos e jurídicos) em sua execução e foi finalmente concluída este ano.

O presidente da Câmara Municipal de Irati, Vilson Menon destacou que a obra era um grande anseio da comunidade, pois enquanto a rodoviária funcionava em um espaço  improvisado faltavam estrutura e conforto aos usuários.  "Estivemos juntos em muitas pendengas técnicas e jurídicas para entregarmos esta obra. Esperamos que esta obra seja o pontapé inicial para que possamos ver todas as obras dentro de Irati concluídas", disse Menon.


Presentes

Participaram da inauguração a senadora Gleisi Hoffmann (PT), o deputado federal Aliel Machado (PC do B) e o deputado estadual Marcio Pauliki (PDT). Também estiveram presentes familiares de José de Andrade Leite, pois desde 2003  o espaço chama-se Rodoviária Municipal José de Andrade Leite. 

Ainda participaram o superintendente da Caixa Econômica Federal Luiz Henrique Borgo, o presidente da Câmara Municipal de Irati Vilson Menon (PMDB), o vereador Alceu Hreciuk (PT), secretários municipais, outros vereadores, representantes das empresas de transporte J Araújo, Princesa dos Campos e Transiratiense, além de chefes de instituições educacionais, de saúde, e de outros segmentos. 



Homenagens

Foram homenageados funcionários do Parque de Máquinas da Prefeitura de Irati, que colaboraram para a execução da infraestrutura na área externa da rodoviária. Receberam placas de homenagem Cirilo Bernardo e a filha da funcionária Helan Machado.

Também foi homenageada a família Leite e recebeu a placa em nome de todos os membros José Carlos de Messias Leite.




Rodoviária Municipal José de Andrade Leite



Em 19 de novembro de 2003, a rodoviária de Irati passou a se chamar Rodoviária Municipal José de Andrade Leite, através da Lei nº 2030/2003, onde a Câmara Municipal de Irati aprovou a Lei e a Prefeitura Municipal sancionou a mesma.

Nascido em 1903 (1905 em alguns registros), na Vila de “Covalzinho”, quando “Iraty” era apenas nome da Estação Ferroviária, José de Andrade Leite foi personagem atuante na vida social e econômica da cidade, principalmente em suas atividades como representante comercial numa época em que as ferramentas de comunicação e de negócios, assim como os meios de transportes, eram ainda primárias.

Consta dos registros da Câmara Municipal de Irati que exerceu mandato de vereador na década de 1940 e nos assentamentos da Associação Comercial do Município que presidiu sua diretoria em várias gestões.
Ao final dos anos 40, juntamente com seu irmão Alfredo Leite, fundou a Rádio Difusora Cultural Iratiense, que até hoje está na ativa.


Foto: Arquivo Família
Por longos anos, José Leite viveu na casa da Rua Dona Noca, a poucas quadras da Rodoviária de Irati, que além de residência da Família abrigava também seu escritório profissional. Muitos se reuniam na Rodoviária, cuja sede original foi inaugurada no ano de 1957, nos horários de chegada e saída dos ônibus, não só pelos passageiros e encomendas como também por ali circularem as “novidades” e notícias vindas principalmente da Capital. Eram tempos sem internet, o telefone era novo, meios de transportes escassos.

José de Andrade casou-se com Carlita Messias Leite e o casal teve quatro filhos: Maria José Leite dos Santos; José Carlos de Messias Leite; Maria da Glória Leite Pohl e Luiz Fernando Messias Leite. Do outro casamento com Amábile Coltro Leite, nasceram os filhos: Affonso José Leite Neto; Acácia Leite Ferreira e Acácio Eugênio Leite.


Texto: Leticia Torres /Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk /Hoje Centro Sul