Aulas nas escolas municipais de Irati retornam no dia 04 de fevereiro - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Aulas nas escolas municipais de Irati retornam no dia 04 de fevereiro

As aulas nas escolas municipais de Irati já têm previsão de volta. Os alunos iniciarão o ano letivo de 2015 no próximo dia 04. Já os professores, retornam dia 02, para o início das reuniões pedagógicas.
Os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) também retornarão às atividades no próximo dia 4 e para aqueles pais que não conseguiram vaga nos CMEIs, os novos cadastros serão realizados no dia 03 de março, na Secretaria Municipal de Educação de Irati.

Assessoria PMI
Segundo a secretária de Educação de Irati, Cláudia Maria Petchak Zanlorenzi, a decisão de iniciar o ano letivo mais cedo veio da necessidade dos professores conhecerem as turmas para, depois, elaborarem o plano pedagógico. “Decidimos iniciar a capacitação dos professores no dia 2, com retorno das aulas no dia 4, porque, geralmente, os professores elaboram o plano e, só depois, veem que aquela turma precisa de outra abordagem pedagógica. Para evitar isso, decidimos dar esse tempo para eles se habituarem e conhecerem as necessidades dos alunos e, durante a semana do Carnaval, terminarem a capacitação e elaboração do planejamento pedagógico para o ano”, afirma.

Construção e reformas de escolas

Para 2015, a secretária de Educação de Irati, Cláudia Maria Petchak Zanlorenzi, conta que está programado o início das obras de duas novas escolas e três novas creches. “Se tudo der certo, logo começamos as obras para a construção de uma escola em Gonçalves Júnior e, outra, no bairro Vila Nova. Também estamos esperando o início das obras das três novas creches: uma na Vila São João, outra no bairro Dalegrave e mais uma no bairro Rio Bonito. A construtora nos disse que pretende iniciar em março”, explica.

Ela ainda destacou a reforma na Escola Municipal Mafalda Sotti Lopes, no bairro Vila Raquel. “Antes, a situação da escola era precária e ela corria o risco de fechar. Então, resolvemos reformá-la e transformá-la em uma escola de educação infantil, do berçário até o 1º ano. Antes, ela abrigava uns 14 alunos. Hoje, a lista de procura já tem 60 interessados. Esse foi um ganho muito grande para a gente, pois o espaço da escola também pode proporcionar novas oportunidades para os moradores do bairro, como a criação de um clube de mães”, completa.

Cláudia Maria Petchak Zanlorenzi também ressalta o apoio das Associações de Pais, Mestres e Funcionários (APMFs) das escolas, que auxiliam em alguns reparos e pequenas reformas. “Nós temos feito um trabalho intenso junto com a APMF nessa questão de reformas e reparos. O apoio e a ajuda deles estão sendo essenciais em algumas situações. Muitas vezes, nós temos o material, mas não temos uma pessoa para fazer o trabalho. Quando comunicamos à APMF, muitas vezes eles se prontificam a conseguir a mão-de-obra. Então, eles têm sido muito importantes para nós”.

Melhoria da Educação

A secretária de Educação de Irati ainda comentou sobre as melhorias na educação no último ano e falou sobre as expectativas para 2015, que incluem a aprovação do Plano Municipal de Educação e a continuidade do Programa de Intervenção na Alfabetização (PIA).

“Para 2015, teremos a aprovação do Plano Municipal de Educação, que já está sendo elaborado e deve ser aprovado até junho. Também daremos continuidade ao PIA, que conta com um sistema em rede para melhorar o aprendizado dos alunos e diminuir a defasagem de ensino. Já conquistamos ótimos resultados com o PIA e os pais até ficam felizes quando mostramos a evolução dos filhos. Vale lembrar que esse programa engloba aluno, professor e coordenação”, ressalta.

Além disso, ela destaca os cursos de aperfeiçoamento ofertados aos professores e para a comunidade. “Esse ano, pretendemos intensificar o curso de Educação no Campo, em parceria com o IFPR, e Educação voltada para alunos com necessidades especiais. Vale ressaltar que os cursos que direcionamos a formação docente também disponibilizam algumas vagas para a comunidade em geral. Outra iniciativa que está motivando professores e alunos é a realização do Seminário da Educação, onde os professores apresentam os trabalhos realizados pelos alunos durante o ano letivo”, finaliza.


Kyene Becker/Hoje Cento Sul