Dermatologista alerta para cuidados com a pele no verão - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 17 de janeiro de 2015

Dermatologista alerta para cuidados com a pele no verão


 O verão chegou em 21 de dezembro.

 Após um inverno chuvoso, o sol voltou a brilhar e tem trazido muito calor. Por conta disso, a proteção deve ser redobrada, pois além das altas temperaturas, os raios ultravioletas (UV) – responsáveis por grande parte dos casos de câncer de pele – estão batendo recordes na região Sul do Brasil. E você sabe como proteger sua pele da radiação solar?

A dermatologista Flávia Trevisan explica que o uso do protetor solar é indispensável. “Isso é uma coisa bastante repetida, mas nem todas as pessoas criam o hábito.

O uso do protetor solar é essencial, mesmo com o tempo nublado, pois se há incidência de luz solar, há o risco de queimaduras.

O indicado é sempre usar um protetor solar com, no mínimo, fator de proteção 30 e reaplicá-lo três vezes durante o dia. Além disso, se possível, evitar o sol das 9h às 16h”, diz.

 Ela ressalta que pessoas com pele mais clara devem tomar ainda mais cuidado ao se exporem ao sol. “Pessoas com peles mais claras devem usar protetores solares com fator de proteção maior. Se você for à praia, por exemplo, e sua pele tiver tendência a ficar vermelha, você não vai se bronzear.

Continuar se expondo ao sol até a pele vermelhar pode prejudicar a saúde”. Flávia ainda acrescenta que pessoas com problemas de pele, como melasma e rosácea, também devem optar por fatores de proteção maiores.

 Mas se mesmo assim você exagerou no sol, a dermatologista tem uma dica rápida e barata. “Caso você tenha queimaduras por conta do sol, uma ideia prática e eficiente é usar chá de camomila. Você pode preparar o chá, colocar na geladeira e aplicar com uma gaze ou algodão nos locais atingidos. A camomila tem propriedades calmantes”, afirma.

Tipos de pele

A dermatologista Flávia Trevisan alerta para alguns quadros clínicos que podem piorar durante o verão, como o ressecamento ou a oleosidade da pele. “Peles secas e oleosas podem piorar durante o calor. Por isso, alguns cuidados são necessários para evitar aborrecimentos. No caso das peles secas, pode haver maior ressecamento. Já as oleosas podem apresentar quadros de acne”.

Para as peles secas, a dermatologista orienta o uso de produtos hidratantes. “Pessoas com pele seca podem utilizar protetores solares hidratantes ou podem aplicar o hidratante antes de passar o filtro solar”. Já para as peles oleosas, a orientação é o uso de produtos oil free e manter a pele sempre limpa. “Nesse período, a tendência é que a oleosidade aumente.
Por isso, é importante tomar cuidado se sua pele já for oleosa, pois quadros de acne podem surgir. Procure utilizar produtos oil free ou que não sejam muito gordurosos. Além disso, procure lavar o rosto várias vezes ao dia. Caso não consiga, uma ótima ideia é limpá-lo com lenços umedecidos”, completa.

Flávia explica que o mesmo protetor solar utilizado no corpo pode ser usado no rosto, desde que a pele aceite o produto e não cause o aumento da oleosidade. Caso contrário, ela indica a compra de um protetor específico para o rosto. A dermatologista ainda orienta o uso de sabonetes faciais para o tipo específico de pele ou o sabonete de glicerina, que possui menor risco de gerar alergias.

Problemas do verão

As altas temperaturas provocadas pelo verão podem causar grande incômodo para muitas pessoas. Segundo a dermatologista Flávia Trevisan, o aumento do suor pode desencadear alergias. “É bem comum, nessa época do ano, o surgimento de alergias por conta do calor. O que acontece, na verdade, é o que a produção de suor aumenta e acaba acarretando alergias. Coceiras no corpo todo são frequentemente descritas nesse período”. Além das alergias, Flávia ainda alerta para maior incidência de micoses.

 “O número de casos de micose também aumenta nesse período, já que a pele tende a ficar mais úmida”, destaca.

Para evitar os problemas, a dermatologista afirma que a boa higienização e a prevenção são as melhores opções. “Para evitar as consequências do verão, o certo é tentar prevenir. Você pode tentar não deixar a pele muito úmida, carregando toalhas ou lenços para se secar. Além disso, utilizar sabonetes mais suaves e sempre manter os dedos e o vão dos dedos secos”.

Kyene Becker/ /Hoje Centro Sul
Foto: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul