Professoras de Irati representarão o município no 4° Prêmio Ação Destaque - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Professoras de Irati representarão o município no 4° Prêmio Ação Destaque

Realizar um projeto que mude sua escola, promovendo um elo entre família, escola e aluno é o objetivo de toda educadora. Porém, devido às atividades do dia a dia e a rotina escolar, essa realização muitas vezes se distancia dos profissionais de ensino. 

Secom Prefeitura de Irati
 Isso, não aconteceu com as professoras Silvia Cristina Psledimirski e Elisandra Aparecida Czekalski, da rede municipal de ensino. Elas foram além dos ensinamentos em sala, e através de seus projetos, fortaleceram esse importante elo entre as três vertentes, trazendo os pais para as escolas e conquistando resultados benéficos para as crianças.

As professoras, são finalistas do 4° Prêmio Ação Destaque, que é oferecida anualmente aos docentes e gestores que fazem o uso do material da Editora SEFE, em todo país. 

Assim, Irati disputará o prêmio com duas indicações: Categoria 1 – Trabalho com familiares e Categoria 8 – Gestão Escolar. A Secretária Municipal de Educação, Claudia Maria Petchak Zanlorenzi, conta sobre a importância de o município ter projetos reconhecidos nacionalmente. “A importância maior é a valorização e o reconhecimento do docente pelo seu trabalho, neste sentido todos são vitoriosos em Irati.  A classificação da Elisandra e da Silvia de forma específica, demonstra o empenho das professoras em transformar sua ação docente em projeto e socializá-lo. Esta classificação nos dá a dimensão de como está sendo bem aproveitado o material que é distribuído aos alunos dos CMEIS e 1º ano”, conta Claudia.

O 4° Prêmio Ação Destaque, acontece dos dias 27 a 29 de outubro, em Curitiba, com atividades durante os três períodos dos dias. As premiações acontecem na quarta-feira, 29, a partir das 10h.

Escola Municipal Plínio Anciutti Pessoa

Silvia Cristina Psledimirski, da Escola Municipal Plínio Anciutti Pessoa, foi indicada a final na categoria familiares, pelo trabalho nomeado de Olhando o Passado e Construindo o Futuro, realizado com alunos de Educação Infantil 2. A professora, que realizou seu trabalho durante seis meses, através de seu projeto trouxe os pais para a sala de aula, para que eles contassem aos seus filhos de como eram as brincadeiras em sua infância.
O objetivo do projeto da professora Silvia, foi de apresentar para as crianças de hoje, que é possível sim brincar sem estar conectado com o mundo virtual através de computadores, tablets, notebooks, etc. A brincadeira começa na rua com os colegas, amigos, se sujando, brincando de pega-pega, soltando pipa, enfim fazendo ‘traquinagens’. E essa ideia, não seria possível sem o apoio dos pais, e toda a equipe da escola, que entraram nessa zoeira produzindo os brinquedos que fizeram parte de sua infância, como carrinho de rolimã, gaiota, peteca, etc.
Na próxima semana, Silvia Cristina irá defender seu projeto no evento nacional da editora, porém para ela a final já aconteceu. “Nós vamos para a final para ganhar, e esperamos vencer este concurso, porém a final já aconteceu, quando através do projeto conseguimos fazer com que os pais, alunos e professores vivessem tardes mágicas durante a nossa brincadeira, conta Silvia Cristina.
Além disso, ela conta que trabalhou em sala de aula durante esse período atividades sobre os direitos da criança, pois todos precisam de afeto. “Após as nossas atividades, fiz uma avaliação em sala, para colher depoimento das crianças sobre o que elas aprenderam durante o tempo em que fizemos nossas brincadeiras. E teve um depoimento de uma menina que representa o sentimento da turma toda. Ela disse assim: “Eu entendi que nós temos direito de ter um adulto para cada um da gente, roupa quentinha para não passar frio e real para comprar pãozinho,” conta Silvia Cristina. 

CMEI Leopoldina Chudek

Pela categoria gestores, a coordenadora, Elisandra Aparecida Czekalski do CMEI Lepoldina Chudek, foi indicada para a final, pelo trabalho realizado com os pais, alunos da comunidade do Leopoldina, promovendo o dia da família. Em 2014 houveram dois encontros que tiveram por objetivo fortalecer os laços e relações entre a família e a escola, visto que em dias atuais com a rotina e tempo escasso as famílias acabam não acompanhando, não conhecendo nem marcando presença o suficiente na rotina dos filhos dentro do ambiente escolar.
 
Elisandra, conta um pouco de como surgiu a ideia do Dia da Família. “O projeto visa a qualidade das relações por isso é estipulado dois encontros durante o ano letivo, nas semanas que antecedem o dia das mães e dia dos pais. E porque Dia da Família? É Dia da Família porque as famílias de hoje têm composições distintas umas das outras, portanto a presença de um ente familiar seja, pai, mãe, avô, tio, madrinha, irmão mais velho é bem vinda ao encontro, pois o mais importante de tudo é fazer com que a criança sinta-se valorizada e importante dentro do núcleo familiar. Neste dia os familiares fazem lanche junto com as crianças, participam de atividades desenvolvidas pelas professoras de seus filhos, brincam, pintam, etc., é um dia diferente que registra na memória de cada um que ali se faz presente um momento único e memorável”, conta Elisandra. 

Elisandra representará todo o Centro Municipal de Educação Infantil, Leopoldina Chudek, e buscará o prêmio com toda sua disposição, mas ela conta que o simples fato de estar na final já é uma grande conquista. “O sentimento ao saber da classificação é de imensa felicidade, é gratificante saber que o trabalho de toda uma equipe em busca de qualidade de educação e de relações está sendo reconhecido e principalmente sendo divulgado a comunidade permitindo que se conheça realmente como é o trabalho de uma equipe escolar dedicada. A final da categoria gestão escolar possui 3 finalistas e acontecerá na próxima semana em Curitiba, estarei lutando pelo primeiro lugar com certeza, mas o simples fato de levar o nome da instituição de ensino que trabalho com muito amor e de meu município à final já é uma grande conquista,” relata Elisandra.


Secom Prefeitura de Irati