Ondas de calor no início do mês aumentam vendas de eletrodomésticos - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 26 de outubro de 2014

Ondas de calor no início do mês aumentam vendas de eletrodomésticos

Nas duas primeiras semanas de outubro, as temperaturas na cidade de Irati e região ficaram na média dos 34°C. A venda de eletrodomésticos, como ventiladores, climatizadores e ar-condicionados tentou minimizar o efeito do calor intenso. O aumento na procura dos aparelhos deixou a maioria dos vendedores alegres e preocupados ao mesmo tempo. “Tivemos um aumento considerável nas vendas nos últimos 20 dias, principalmente com a venda de ventiladores e climatizadores”, comenta o vendedor Maurício Schumacher Junior, que atua na cidade há dois anos.

Gildo Silva/Hoje Centro Sul
Segundo ele, no mesmo período do ano passado, as vendas de verão iniciaram apenas a partir de dezembro. Os vendedores foram pegos de surpresa com a alta temperatura, iniciando mais cedo as vendas dos eletrodomésticos. O gerente de uma loja da cidade de Irati, Antonio Martins de Albuquerque, conta que o calor intenso chegou a alavancar as vendas em 40%. Ele comenta que o estoque dos aparelhos para o verão é realizado no período de junho a julho, durante a estação do inverno. Mas não era esperada a venda antecipada no mês de outubro.

“A maioria da procura nas lojas é com relação a ventiladores, que é o produto mais comum e para isso o material de reposição deve ser frequente, sendo realizado a cada três dias e, em algumas filiais, chega a ser diário”, diz Antonio. O calor antecipado tem deixado as lojas preocupadas na reposição do estoque. A vendedora Maria Silvana de Oliveira conta que já chegou a vender 10 ventiladores em um dia. “As vendas sempre são melhores no fim de semana, mas a reposição tem que ser realizada pelo menos uma vez no meio da semana e outra no final de semana”, comenta Maria. Apesar do índice da inflação influenciar direto no preço do produto, é esperado um aumento nas compras na faixa de 7% a 12%, é o que declarou o gerente Antonio.

“O preço pode ter uma elevação devido ao índice da inflação, que levou ao reajuste no produto em 8%, mas as vendas com outras formas de pagamento [parcelamentos no carnê ou cartão de crédito] estabilizam a meta de consumo” diz Antonio.

Empregos estáveis

O crescimento nas contratações para o setor de vendas ainda está baixo. Na Agência do Trabalhador em Irati há apenas uma vaga de vendedor aberta para as lojas da cidade. “No momento são poucas as vagas na área de vendas, temos a expectativa para que nos meses de novembro e dezembro apareçam mais”, diz a gerente da Agência do Trabalhador de Irati, Lucy Salete Bortoli Funez.       
Forma de pagamento
Segundo os vendedores, a maior parte das compras é realizada no carnê. Mesmo o ventilador, que é um produto com um preço abaixo dos demais eletrodomésticos. Antonio afirma que, no local onde trabalha, o carnê representa mais de 55% das compras de eletrodomésticos para o verão. Em segundo temos o cartão de crédito, que assume a posição com 25% das formas de pagamento e o pagamento à vista em último, que corresponde à 20% das compras. “A faixa de preço dos produtos, como ventiladores, varia de 60 a 150 reais e por isso as formas de pagamento estão divididas, até porque o pessoal vem na loja e leva outros produtos e coloca na mesma forma de pagamento, sendo o carnê ou mesmo o cartão as opções mais comuns”, relata Antonio.

Preocupação com a falta de eletrodomésticos 

Algumas lojas têm a meta de vendas de eletrodomésticos para o verão em torno de 10.000 produtos no Paraná até o inicio de dezembro. Antonio afirma que já foi feito o pedido nessa quantidade de eletrodomésticos, sendo a maioria dos pedidos de ventiladores. “Ainda temos a preocupação que falte aparelhos para o verão, por isso temos que estar atentos, porque se o calor ainda permanecer devemos contar com uma margem. Até porque a vinda de um novo estoque somente será com um prazo de 80 a 90 dias das indústrias”, observa Antonio Albuquerque.

Gildo Silva/Hoje Centro Sul