Menino de Ivaí com a mesma doença de Nathan, embarcará para Tailândia no próximo dia 4 - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Menino de Ivaí com a mesma doença de Nathan, embarcará para Tailândia no próximo dia 4



Assim como o Nathan, César ,outros dois meninos da região com a mesma doença, Ivonei e Thiago também buscaram a esperança no tratamento para Distrofia Muscular de Ducheene com células-tronco no Hospital Tailandês Better Being Hospital, primeiro hospital da Ásia, concebido e construído para o tratamento com células-tronco.

Nesta terça-feira (04)  embarcam para a Tailândia os meninos Cesar de Ivaí, Giuseppe de São Paulo e Lucas de Curitiba para realizar o mesmo tratamento.

Quem acompanha os meninos durante o tratamento é o vereador iratiense Emiliano Gomes que comovido pela história do menino Nathan em 2013, que precisou buscar tratamento com células-tronco na Tailândia, Gomes instituiu no ano passado no Brasil, um grupo de voluntários chamado FENIX.
A FENIX nasceu justamente com o intuito de atender integralmente famílias brasileiras e da América Latina, que buscam tratamentos alternativos para doenças crônicas em outros países. O grupo FENIX é parceiro do Hospital em que é realizado o tratamento

          Neste ano, Emiliano viajou para Tailândia acompanhando além do Nathan, mais dois meninos da região com a mesma doença, Ivonei e Thiago na II expedição Fenix em junho de 2014.
Nesta terça-feira (04)  Emiliano embarca a Tailândia com os meninos Cesar de Ivaí, Giuseppe de São Paulo e Lucas de Curitiba.

  Muitos brasileiros, principalmente paranaenses, têm entrado em contato para saber mais sobre os procedimentos do tratamento fora, pois além de oferecer suporte às famílias, que precisam realizar o tratamento no hospital tailandês, o vereador Emiliano Gomes fornece todas as informações necessárias e de como as famílias devem prosseguir.
“Enquanto o Brasil não se conscientizar da necessidade de oferecer tratamentos alternativos no país, vamos continuar encaminhando os pacientes, amenizando o sofrimento de cada um e fazendo famílias inteiras renascerem. Não podemos deixar pessoas morrendo por falta de recursos”, afirma Gomes.

Gomes acredita que o governo precisa brasileiro precisa injetar mais recursos para alavancar pesquisas, desenvolver o tratamento com células-tronco no nosso país, fundamentais para salvar vidas com muita eficácia e celeridade. “O Brasil avançou em matéria de legislação, tem uma das legislações mais modernas nesse campo, mas precisa de algumas providências burocráticas, administrativas, que possibilitem estimular as pesquisas em curso atualmente” conclui Gomes.


Da redação/ Hoje Centro Sul
Foto: arquivo pessoal