Indústrias instaladas em Irati dão suporte para o setor moveleiro do Paraná - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 10 de junho de 2014

Indústrias instaladas em Irati dão suporte para o setor moveleiro do Paraná

A Tapuã produz embalagens de papel ondulado para as fábricas de móveis de Arapongas e a Guadalupe fabrica estruturas em madeira para camas box. Essas indústrias geram diversos empregos diretos em Irati e ambas estão investindo na expansão de seus negócios

Tapuã  - Embalagens & Papéis Decorativos

A Tapuã é uma indústria que atende o ramo de embalagens de papel ondulado, possui 130 funcionários e está investindo na expansão de seus negócios em Irati. Atualmente, a empresa retira das ruas 1.800 toneladas de aparas (lixo, restos de papelão) e transformar em 1.500 toneladas de embalagens destinadas  para o setor de móveis.

Segundo informações do diretor executivo responsável pela recuperação e viabilidade da unidade de Irati, Alexandre da Fonseca, “foram investidos aproximadamente R$ 2 milhões nos primeiros seis meses para recuperação da unidade fabril de Irati, e existe um projeto de uma nova planta fabril, que ainda não tem data definida de seu início, mas, estamos tentando com o poder público que ela fique em Irati”.

A Tapuã funciona na cidade desde o ano passado. Em julho de 2013, a empresa arrendou a estrutura de outra empresa do segmento que atuava em Irati. "Com essa grande negociação, nosso processo ficou completo, coletamos aparas (resíduos de papelão) e transformamos em caixas, que é o último processo, feito em Arapongas e Londrina”, comenta Alexandre.

A empresa conta com duas filiais, uma em Irati e outra em Arapongas. A matriz foi fundada em 25 de março de 1980 e está localizada em Londrina. Só na unidade de Irati, a empresa emprega  cerca de 130 funcionários e tem um faturamento perto de R$ 3 milhões.

As embalagens produzidas em Irati são destinadas principalmente para o setor Moveleiro de Arapongas, que é a cidade com a maior quantidade de indústrias de móveis populares do Brasil. Arapongas corresponde a 70% do mercado Brasileiro de móveis populares, e a Tapuã é responsável por atender mais de 50% desse mercado.

O gerente administrativo da filial de Irati, Acácio Eugênio de Andrade Leite, comenta que, por mês, a indústria envia de três a cinco caminhões de chapas, para as unidades de Londrina e Arapongas.
“O pessoal que assumiu recentemente nossa matriz em Londrina, trabalha no ramo há 34 anos. Então nós esperamos que alavanque as vendas”, ressalta Acácio.

Sustentabilidade 
 
Alexandre acredita que hoje a Tapuã é a empresa sustentável, por retirar aparas (lixo, restos de papelão) das ruas e transformar em embalagens, utilizando um tratamento de água totalmente fechado que não retorna para os afluentes próximos e utilizando também a água da chuva nesse processo. Segundo Alexandre, a área onde  a empresa está instalada ainda possui de 10.000 hectares de reserva florestal.

Guadalupe – Indústria de Móveis Gowersi
 
"A Guadalupe é hoje uma das referências nacionais na fabricação de matéria-prima de madeira para a indústria moveleira". É o que diz o gerente da unidade de Irati André Roberto Pierozan, referindo-se à produção de estruturas em madeira para camas box, realizada pela empresa em suas unidades nos estados do Rio Grande do Sul e Paraná.

Atualmente, o Grupo Guadalupe conta com um total de 110 funcionários diretos. Em Irati são 42 funcionários na unidade de pré-corte, que recebe tábuas de pinus e eucalipto e transforma em peças que destina para indústrias de móveis instaladas nos estados do Paraná, Rondônia, Bahia e Mato Grosso.

Quando a empresa planejou novos investimentos no setor de base florestal para aumentar a competitividade do negócio, fez uma avaliação minuciosa em toda Região Sul antes de optar por Irati.

Entre os fatores que pesaram a favor do município no momento da escolha, estiveram a proximidade de fornecedores, as possibilidades logísticas para escoamento da produção e o bom ambiente produtivo proporcionado pelo poder público e as entidades empresariais.
A intenção da Guadalupe agora é criar em Irati um pequeno arranjo produtivo local (APL), que incluirá quatro etapas da cadeia madeireira. Para isso, investiu, no último mês, na compra de maquinário de serraria.

História
 
A Guadalupe iniciou suas atividades em 2008, em Candelária (RS), onde está instalada uma das fábricas de colchões do Grupo Gazin e outra unidade junto da matriz do Grupo Gazin está localiza em Douradina (PR).

A partir destas duas unidades, a Guadalupe planejou novos investimentos, dentre os quais a unidade de Irati.

A expectativa da empresa é de fechar 2014 com faturamento de R$ 19,5 milhões.



Por Thaís Siqueira