Novos profissionais levarão atendimento médico aos bairros e interior de Irati - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 29 de março de 2014

Novos profissionais levarão atendimento médico aos bairros e interior de Irati

A assistência médico-familiar está sendo ampliada com os três médicos que começaram a atender nesta semana

Para reforçar a atenção básica em saúde em  Irati e descentralizar o atendimento médico, nesta terça-feira (25), três novos profissionais começaram a prestar serviços para a população nos bairros e na área rural.  Renata Wanderley Nogueira,  Anderson Tomayuki Kochi e Rafael Gadens são os novos médicos clínicos gerais que atuarão nas unidades de saúde de Pinho de Baixo, Caratuva, Engenheiro Gutierrez, Monjolo, Riozinho, Lagoa e Alto da Lagoa.

Letícia Torres/Hoje Centro Sul

Eles trabalharão durante um ano para o município, através do Programa de Valorização dos Profissionais na Atenção Básica (Provab), do Governo Federal. Neste período, além da atender os pacientes, eles têm de realizar especialização em saúde da família. Para tanto, trabalharão nas unidades de saúde oito horas por dia, quatro dias por semana. O outro dia deverá ser destinado aos estudos.


O secretário municipal de Saúde, Anderson Sprada, conta que foi necessária muita insistência para obter a liberação desses profissionais para Irati. "Tínhamos médicos com interesse pleno pelo Provab e não conseguíamos validar toda a documentação. Foi uma briga grande para conseguirmos a autorização do Ministério da Saúde", comemora Sprada. Ele destaca que sempre faltavam profissionais dispostos à cuidar da atenção primária. Desta forma, os novos médicos auxiliarão nos serviços de prevenção, que devem ser ofertados no atendimento básico.

A médica Renata Wanderley Nogueira define, com propriedade,  a rotina de trabalho para atendimento da população e opina sobre a melhoria para a saúde pública que representará o reforço na área de atenção básica.  "A consulta, normalmente, dura em torno de quinze minutos, como é preconizado em todos os atendimentos. Porém, a gente deve fazer uma parte social, psicossocial com o paciente. Porque muitas vezes ele procura mais o médico para um conselho, para ouvir seus problemas. E eu acredito que a falha no atendimento tem sido essa, falta de assistência médico-familiar. O médico tem se tornado muito distante da realidade do paciente. Atualmente a consulta tem sido mais curativa e não preventiva.Então eu acho que se nós mudarmos o foco dessa atenção curativa, como tem sido predisposta em todas as unidades, fora de Irati, eu acho que a gente vai ter um ganho maior", contextualiza a médica.

Renata, que já realiza plantões no Pronto Atendimento 24 horas, acredita que com a ampliação do número de médicos nas unidades de saúde, a fila no local diminuirá. Assim, o Pronto Atendimento poderá cumprir sua função, que é atender os casos de urgência e emergência.
"É uma nova fase da saúde", acredita Sprada. E, para finalizar, o secretário de Saúde adianta que o novo desafio da administração é tentar conseguir junto ao Ministério da Saúde a liberação de enfermeiros e dentistas para Irati através do Provab.

Médicos
Renata Wanderley Nogueira é natural do Amazonas, mas reside na região há dois anos.  Anderson Tomayuki Kochi nasceu em Londrina, cursou medicina em Curitiba e, atualmente, sua família reside em Ponta Grossa. Rafael Gadens é natural de Irati, filho de empresários locais.
Renata e Anderson se apresentaram para o trabalho no período da manhã, no dia 24, e foram recebidos pelo prefeito Odilon Burgath, pelo presidente da Câmara Municipal Amilton Komsitski, e pelo secretário de Saúde, Anderson Sprada. Já Rafael, se apresentou no período da tarde, na Secretaria Municipal de Saúde.
Para atuar no Município, através do Provab, os médicos receberão uma bolsa do Ministério da Saúde no valor de R$ 10 mil por mês.

De Letícia Torres