Adolescente é morto a pedradas em Irati - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 24 de março de 2014

Adolescente é morto a pedradas em Irati



Rapaz que estava desaparecido desde a madrugada de ontem, 23, foi encontrado morto em um terreno baldio na Avenida Vicente Machado, na manhã desta segunda-feira, 24

O adolescente, de 17 anos, que estava desaparecido desde a madrugada de ontem, 23, foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira, 24, em Irati. O corpo de Juziel Marcos Remes de Andrade foi localizado em um terreno baldio na Avenida Vicente Machado.

Juziel foi morto a pedradas. O corpo do jovem foi encontrado em um matagal com diversos ferimentos na cabeça e no rosto.


 O jovem que residia na rua Virgílio Trevisan, no bairro Rio Bonito, tinha sido visto pela última vez em uma festa que aconteceu em uma casa noturna de Irati, na madrugada de domingo, 23. Desde então, o rapaz não tinha voltado para a casa e estava sendo procurando por familiares, que chegaram a distribuir cartazes na cidade informando sobre o desaparecimento do menor. 



 A tia do jovem, Marines Remes, entrou em contato com à equipe da Najuá na noite de ontem, 23, para solicitar ajuda e relatou que os familiares já haviam efetuado várias ligações no celular do garoto, que estava desligado.

O rapaz trabalhava em um mercado no bairro Rio Bonito, em Irati. Em entrevista à equipe da Najuá, Rogério, proprietário do estabelecimento, disse que o menino trabalhou normalmente no sábado, 23, e que foi convidado para participar de uma festa organizada por sua família no dia seguinte. “Era um menino bem sossegado. Não tinha boca pra nada. Não tenho nem palavras para descrever. Trabalhou no sábado e deveria ir numa festa lá em casa no domingo. Ele não foi e a mãe ligou desesperada, pois ele não atendia o celular”, relata Rogério. 

 Segundo informações preliminares, o jovem teria sido ameaçado de morte por três ou quatro pessoas em função do seu envolvimento com uma mulher, que seria sua namorada.

O corpo do rapaz foi encaminhado para o IML de Ponta Grossa. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o assassinato e deve solicitar as imagens das câmeras de segurança para identificar os possíveis autores do crime. 

Clique aqui e veja a reportagem no site da Najua


Fotos Tadeu Stefaniak/ Najua 

Texto: Najua

Imagem reprodução Facebook