Proibição de uso de garrafas d´água em escola de Irati inquieta pais - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Proibição de uso de garrafas d´água em escola de Irati inquieta pais

A escola Nossa Senhora das Graças proíbe já há três anos o uso de garrafas de água pelos alunos nas dependências da escola.

Nos últimos dias alguns pais começaram a reclamar da proibição, alegando que o clima atual de calor intenso traz a necessidade dos alunos beberem água.

A diretora da escola, Irmã Lúcia, explica o motivo da proibição. “Há mais ou menos três anos atrás, os alunos traziam água tranquilamente, e foram dois alunos do sexto ano que trouxeram dentro da garrafa, um trouxe cerveja e o outro trouxe uísque, e distribuíram, e as crianças são curiosas, quiseram experimentar,” diz. Esses alunos levaram bebidas alcoólicas em garrafas coloridas, para disfarçar o conteúdo.

Na ocasião, os pais dos alunos foram chamados e tudo foi esclarecido. “Os pais foram chamados, esclareceram que em casa tinham bebidas alcoólicas e partindo disso, é que na reunião de pais perguntamos se eles concordavam em proibir o uso de garrafas de água no colégio,” diz Irmã Lúcia.

O resultado segundo a diretora, foi que 95% dos pais aprovaram a proibição.

A pedagoga da escola, Angela Carli, afirma que os boatos via facebook sobre o assunto prejudicam seu trabalho. “A gente fica aflita porque é o trabalho da gente que jogam no lixo,” explica. E completa que semana que vem, provavelmente, farão uma assembléia com os pais para discutir todos os assuntos pertinentes à reunião de pais, inclusive, o uso de garrafas de água.

Irmã Lúcia ainda afirma que a decisão foi pensando no bem dos alunos. “Nós pensamos no todo, e tem pessoas que pensam só no próprio filho,” explica a diretora.

Jussara Penteado, coordenadora do setor de Estrutura e Funcionamento do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Irati, explica que essa proibição faz parte de um regulamento interno da escola. “No regimento escolar, não consta a questão específica de não levar água, e pode ter no regimento, que a criança não pode levar algo estranho ao material escolar que possa prejudicar a aprendizagem,” afirma. “Mas a escola pode fazer um regulamento interno em assembléia junto com os pais e aprovado pelo conselho escolar, se houver esse documento constando que não pode levar tal objeto, e se os pais assinarem ou estiverem presentes na assembléia, tudo bem,” finaliza.

12/02/2014, 11h30

Texto: Kaio Ribeiro / Hoje Centro Sul

Foto: Arquivo