Empresa que coleta o lixo em Irati propõe alternativas para melhorar os serviços - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Empresa que coleta o lixo em Irati propõe alternativas para melhorar os serviços

Em reunião com integrantes do poder público, responsáveis pela HMS dizem o que vão fazer para resolver os problemas que têm sido alvo de reclamações da comunidade

Redação e assessoria PMI

Kaio Ribeiro
Reclamações da população quanto aos serviços de coleta de lixo em Irati têm sido frequentes. Moradores à Avenida Albino Grigolette, por exemplo,  procuraram o Hoje Centro Sul, no último dia 17, para expor o problema que enfrentam. Eles reclamaram que estavam há mais de uma semana sem a coleta de lixo orgânico. Disseram que o serviço está falho, e não pode continuar assim, já que a taxa é cobrada todo mês na conta de água.

A empresa HMS Resíduos, responsável pela coleta de resíduos orgânicos urbanos em Irati, apresentou nesta terça-feira (18), medidas que visam melhorar os serviços prestados. Serão disponibilizados para os grandes geradores de resíduos mais containers com o objetivo de reduzir o tempo de coleta nestes pontos, também, serão implantados GPS nos caminhões para monitoramento do itinerário de coletas.

As medidas foram apresentadas durante reunião na manhã desta terça-feira (17), entre os secretários de Meio Ambiente e Ecologia, Osvaldo Zaboroski e de Administração, Paulo Ramos, com o engenheiro ambiental da HMS, Jonathan David Karp, e com a gerente de RH da empresa, Olga Maria Pupia. “Elaboramos um diagnóstico da situação atual e identificamos as principais melhorias que a HMS pode estar implementando de imediato”, afirma Karp. 

Nos locais onde estão instalados grandes geradores de resíduos, a empresa disponibilizará containers com capacidade de 1,2 metros cúbicos. “Nestes pontos a coleta durava cerca de 40 minutos e acabava atrasando em outros lugares, esperamos com esta medida reduzir significativamente o tempo da coleta nestes grandes geradores”, explica o engenheiro ambiental.

A implantação de GPS nos caminhões para monitoramento do itinerário de coletas visa otimizar o atendimento em todos os setores. “A HMS e a Prefeitura estão buscando melhorias e definirão um plano de ação para atender as necessidades da população e garantir a eficiência da limpeza pública”, observa Karp.

Fase de adaptação
Já a gerente de RH lembra que esta é uma fase de adaptação devido a ampliação no número de passagens dos caminhões pelos bairros. “Estamos implantando um novo modelo, e até que se encontre a forma ideal de trabalho há algumas dificuldades. As equipes estão trabalhando além da carga horária para conseguir dar conta do serviço, por isso, pedimos a compreensão da população até que seja estabelecida uma rotina de trabalho. A HMS tem trabalhado bastante para melhor atender os iratienses”, ressalta Olga.

Cobrança da Taxa
O secretário Osvaldo Zaboroski frisa que por determinação do prefeito Odilon Burgath neste mês não será feita a cobrança da taxa do lixo por três passagens dos caminhões nos bairros, sendo assim, a cobrança da taxa permanece da forma antiga para os moradores dos bairros de Irati.