Iratiense se fez passar por Rodrigo Maia e é investigado pelo STF - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

Iratiense se fez passar por Rodrigo Maia e é investigado pelo STF

 

Investigação foi aberta no STF a pedido da PGR para apurar crime previsto na Lei de Segurança Nacional. PF concluiu que suspeito mora em Irati (PR) e cometeu crime de falsa identidade.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski determinou nesta quarta-feira (2) que seja encaminhado à Justiça do Paraná o inquérito aberto para apurar a atuação de um perfil em uma rede social que usou o nome do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e postou mensagens tentando se passar pelo parlamentar.

A investigação foi aberta em setembro do ano passado, atendendo a um pedido da Procuradoria-Geral da República, baseado em uma representação do próprio presidente da Câmara.

Suspeito identificado

Após investigar o caso, a Polícia Federal concluiu que houve crime de falsa identidade, previsto no Código de Processo Penal, cometido por um homem que mora em Irati, no Paraná. O nome foi mantido em sigilo na decisão.

Como se trata de uma pessoa sem foro privilegiado, o ministro Lewandowski entendeu que o caso deveria ser analisado pela primeira instância da Justiça estadual do Paraná.
 

 "Diante desse contexto, forçoso concluir pela incompetência desta Suprema Corte, porquanto, repiso, o investigado não possui foro por prerrogativa de função, nem tampouco a matéria de fundo está inserida no rol constitucional de competências do STF". 

Fonte: G1 - Globo.com

Foto: REUTERS/Adriano Machado