Problemas no trânsito próximo a escolas são debatidos e ações práticas definidas - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 25 de abril de 2015

Problemas no trânsito próximo a escolas são debatidos e ações práticas definidas

Foto: Ana Paula Schreider/Hoje Centro Sul

Hoje, a Guarda Municipal de Irati considera que pelo menos 10 escolas apresentam problemas no que envolve o trânsito e a segurança dos alunos. Dentre as que apresentam maiores dificuldades no trânsito, estão a Escola Municipal Irmã Helena Olek, Escola Municipal Francisco Stroparo, Escola Municipal Tancredo Martins e a Escola Municipal Padre Wenceslau.

Na Escola Municipal Irmã Helena Olek, professores e pais se reuniram para resolver o problema. Além da rede municipal, o prédio também abriga a Escola Estadual Nossa Senhora das Graças, tendo um grande número de alunos. “A escola fica bem no centro, então é inevitável o grande movimento de carros, muitos pais vem deixar seus filhos no portão da escola e isso gera filas enormes, principalmente em horários de pico, como após o almoço. Então nós decidimos fazer uma comissão de pais e professores para amenizar os problemas”, explica Nelci Wolski, diretora da Escola Municipal Irmã Helena Olek.

Segundo a diretora, foram dois anos de reuniões com a Comissão Municipal de Trânsito e solicitações para a Guarda Municipal e a Polícia Militar de Irati, mas hoje ela acredita que não há nada mais que eles possam fazer. “Nós solicitamos a mudança da parada de ônibus, pois os alunos desciam sempre pelo lado da rua, foi feita a travessia elevada e a Guarda Municipal faz patrulha duas vezes por semana. Acredito que não há mais nada que podemos fazer nesse aspecto”. Nelci ressalta que mesmo com todas as mudanças ainda há o problema da conscientização. “Muitas imprudências acontecem ali na frente por parte dos motoristas, a Guarda Municipal aplica multas sempre que acha necessário, mas como eles não estão todos os dias aqui na frente ainda é bastante complicado”, conclui.

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Leopoldina Chudek, no bairro Canisianas não está entre as escolas com maiores problemas de trânsito, mas é uma das que necessitam de sinalização. Não há faixa de pedestres ou travessia elevada na frente da instituição. Segundo a coordenação do CMEI os carros sempre passam em alta velocidade, pois as lombadas que tem na rua estão muito longe da escola. A maior preocupação é nos horários de saída e entrada das crianças, pois o movimento é intenso e não há nenhum tipo de sinalização para que os carros diminuam a velocidade.

Guarda Municipal
Segundo o subcomandante da Guarda Municipal de Irati, Sergio Santana, o patrulhamento é feito nas escolas que apresentam os maiores problemas. “Nós temos uma equipe muito reduzida para cobrir todas as escolas, por isso o foco é onde temos problemas mais graves”.

Com a chegada de mais duas viaturas adquiridas através da arrecadação do Estar, a Guarda Municipal vai ampliar a patrulha nas escolas. Entretanto, como alguns agentes foram designados a fazer parte da equipe do Estar, a equipe de campo da GM foi reduzida. “Com a chegada dessas duas viaturas, nós vamos conseguir mobilizar mais agentes para esse trabalho, vamos tentar fazer a patrulha com pelo menos duas escolas diariamente. Nós vamos ter que alternar, porque não tem como fazer com todas as escolas diariamente, por questão de pessoal”, explica o subcomandante.

Sergio conta que há previsão de um concurso para agente de Estar, dessa forma, as equipes que estão deslocadas para o serviço voltam a fazer trabalho de campo, possibilitando a patrulha nas escolas com três viaturas. “Nós queremos fazer o patrulhamento em todas as escolas, não só nas que apresentam os maiores problemas”, conclui o subcomandante Sergio.

Comissão Municipal de Trânsito
Nas reuniões da Comissão Municipal de Trânsito estão sendo debatidas inúmeras soluções para melhorar o trânsito em Irati. Na última reunião, realizada no dia 14 de abril, alguns dos temas foram a melhoria de sinalização e a execução de obras que diminuam os riscos próximos as escolas.
O vereador Vilson Menon (PMDB) sugeriu que a comissão elabore um sistema de visitas nas escolas para entender onde é a zona de conflito do trânsito próximo a cada instituição. O secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Luciano Menon, reiterou que esta será uma medida a ser adotada para que os problemas sejam resolvidos de imediato. “Não adianta visitarmos todas as escolas para então decidir o que vai ser feito, em cada visita nós já vamos tomar as decisões para que os problemas sejam resolvidas a curto e médio prazo”.

Sobre os problemas de sinalização, a comissão discutiu melhorias como o recuo da calçada para a entrada do ônibus escolar e a implantação de travessias elevadas.

Outra questão levantada na reunião foi a segurança dos alunos fora do perímetro da escola, pois muitos desses alunos retornam para suas casas a pé. Quanto a este assunto, a Prefeitura Municipal de Irati, a Comissão Municipal de Trânsito e os demais órgãos responsáveis estão elaborando um trabalho de conscientização nas escolas, através de palestras e distribuição de material didático. A Guarda Municipal e a Polícia Militar também participarão desse trabalho junto às instituições. As ações de conscientização nas escolas começam a ser desenvolvidas a partir do mês de maio, trabalhando em conjunto com as ações do projeto Maio Amarelo.

Maio Amarelo
A partir do mês de maio, o município de Irati passa a apoiar o movimento internacional de mobilização e conscientização para a redução de acidentes e para um trânsito seguro em qualquer situação, denominado como Maio Amarelo.

Assim como o Outubro Rosa (em prevenção ao câncer de mama) e o Novembro Azul (prevenção do câncer de próstata), o Maio Amarelo tem como objetivo tornar o tema trânsito pauta diária durante todo o mês de maio e estimular, desta forma, a participação de toda a população, empresas, governos e entidades.


Ana Paula Schreider/Hoje Centro Sul