Irati dá início à fase municipal dos Jogos Escolares - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 18 de abril de 2015

Irati dá início à fase municipal dos Jogos Escolares

Na noite da última segunda-feira (13), o Ginásio de Esportes Agostinho Zarpellon Junior (Batatão), foi sede da abertura da fase municipal dos Jogos Escolares do Paraná. A cerimônia de abertura nessa fase havia sido deixada de lado por mais de uma década, e foi retomada esse ano. Nessa etapa dos Jogos, escolas públicas e particulares das áreas rurais e urbana participam da competição. Segundo informações da Secretaria de Esportes, cerca de 850 alunos, de 18 escolas, disputam o campeonato, divididos em cinco modalidades.

Raphael Gierez/Hoje Centro Sul
A novidade dentro dos Jogos Escolares é a bocha. Segundo Cristiano Fiori, coordenador dos Jogos, a ideia é instigar os jovens. “Eles estão acostumados a praticar sempre os mesmos esportes, quando surge algo novo, gera curiosidade na garotada, e isso incentiva eles a praticar a novidade e não largarem a prática esportiva”, declara. A modalidade já vem sendo bem recebida pelas crianças do município, “têm alunos que saem da localidade do Guamirim e vão para o Pirapó só para poderem treinar bocha para os Jogos”, revela o secretário de Esportes de Irati, Roni Surek. A modalidade deve reunir de 15 a 20 duplas nessa edição, entretanto, a bocha não estará nas outras fases dos Jogos (regional e estadual).

Desenvolvimento do cidadão
Todas as modalidades são competitivas e valem premiação e vagas para a próxima fase. Além disso, um novo sistema de pontuação foi feito, criando uma classificação geral entre as escolas. Apesar disso, Cristiano explica que o foco dos Jogos não é esse. “É claro que o pessoal está aqui para vencer e quem sabe achemos um expoente em algum esporte, mas o principal foco está na formação cidadã dessa criança. O esporte nas escolas tem essa função, de ensinar o jovem a se dedicar pelo coletivo, de trabalhar o emocional e principalmente de tirá-los das ruas”, elucida o coordenador. O secretário Surek concorda com essa visão mais humana dos Jogos e acrescenta outra vantagem do esporte, “através da prática esportiva, tiramos as crianças da frente do computador, do sedentarismo, então é um ponto positivo até para a saúde delas”.

Cerimônia de abertura
Com cerca de 50 minutos de atraso, a cerimônia de abertura começou com o clássico desfile das delegações, logo em seguida os professores entraram e foram recebidos com muitos aplausos pelos estudantes e autoridades locais que se faziam presentes.

Após esse primeiro momento, um trio de gaiteiros tocou o Hino Nacional, cantado efusivamente pelos atletas. Então começaram os discursos oficiais, como a do vice-prefeito Oscar Renato Berger, secretário de Esporte Roni Surek e da chefe do Núcleo Regional de Educação, Marisa Lucas. Em comum, deram parabéns pela organização e pelo empenho dos professores e atletas.

O auge da noite foi o acendimento da pira olímpica, realizado pelo aluno/atleta Vinicius Coginski, que adentrou no ginásio na garupa de uma moto e após a tradicional exposição da tocha aos presentes, muito ovacionado acendeu a tocha que dá início a competição. Por fim, ouve o juramento dos atletas e apresentações de Tae Kwon Do (luta) e dança.

Raphael Gierez/Hoje Centro Sul