Secretaria de Agricultura de Rio Azul realiza projetos em apoio aos produtores rurais - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Secretaria de Agricultura de Rio Azul realiza projetos em apoio aos produtores rurais

Rio  Azul se destaca por ter cerca de 70% de sua população na área rural e, por isso, necessita ter uma grande diversificação nos produtos cultivados.  Para isto, o produtor precisa estar preparado, e só através desse preparo é possível ter uma produtividade fixa e adequada.”A afirmação é do secretário de Agricultura do Município de Rio Azul, Julian Marcelo Fronczak, que destaca algumas das principais ações que vêm sendo desenvolvidas em apoio aos produtores rurais do município.

Silmara Andrade/ Hoje Centro Sul
Para o secretário, as parcerias são imprescindíveis para que sejam oferecidas oportunidades de  formação para o agricultor, acompanhamento das atividades agrícolas, apoio ao planejamento de outras possíveis culturas e à venda da produção já existente. Julian cita as parcerias com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, com o Instituto Emater, com universidades e instituições que atuam na área rural.

O incentivo à diversificação das propriedades é oferecido pela Secretaria de Agricultura de Rio Azul através de diversos projetos. Apenas um dos projetos, em parceria com o Instituto Emater, atende 260 famílias, em que é feito um diagnóstico nas propriedades para identificar os potenciais. Outro projeto similar, em parceria com o ICAS/Deser, atende outras 140 famílias. Além destes projetos,  Julian cita outros que estão fazendo a diferença na agricultura:

Pós-graduação para professores da área rural

Professores da área rural do município estão tendo a oportunidade de fazer uma pós-graduação para expandir seus conhecimentos e assim ter um melhor preparo para trabalhar com alunos. A Secretaria Municipal de Agricultura, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, Universidade Estadual do Centro-Oeste, Universidade Federal do Paraná, Instituto Federal e Universidade Fronteira Sul disponibilizam aos professores a oportunidade de estudar durante os horários de aula. Em contrapartida, o professor precisa criar matérias para trabalhar com seus alunos, filhos de agricultores. "Assim é possível ter uma certeza de que o aluno da escola rural está tendo um bom preparo para o futuro", defende o secretário de Agricultura. 

Programas Institucionais
Os programas institucionais  PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e  PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) têm uma grande importância para a agricultura. As prefeituras têm que comprar  no mínimo 30% dos alimentos consumidos nas escolas em seu município, o que faz com que os agricultores participantes dos projetos tenham renda garantida durante o ano.

Julian salienta que “o objetivo da Secretaria era completar o que tinha faltado desses 30%, porém tem a possibilidade de chegar até 100%”.  A secretaria de Agricultura de Rio Azul pretende ainda colocar alimentos nas escolas das cidades maiores como, por exemplo, Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, tendo assim um potencial maior de comercialização.

Neste ano, cerca de 40 famílias já estão trabalhando nesses dois programas, a ideia, de acordo com o secretário, é chegar no fim de 2015 com 150 famílias, e pular do valor de R$180.000,00 para R$1.000.000,00.

Certificação dos Produtos Orgânicos

Outro programa desenvolvido pela Secretaria é a comercialização e certificação dos produtos orgânicos. Julian comenta que, de acordo com os dados da Regional de Saúde, Rio Azul está beirando aos 6 kg de contaminantes por habitante, e através desses dados a produção orgânica têm se tornado uma importante aliada na prevenção de doenças na cidade, pois a comercialização desse produto colabora com o bem estrar do agricultor, consumidor e do meio ambiente.

Regularização fundiária

Muitos dos produtores da cidade não têm a propriedade onde plantam regularizada. Por isso, muitas famílias têm dificuldades de acessar os programas governamentais.
" Mora na terra mais não é o dono do terreno, isso acontece quando a terra é recebida de herança e não foi acertada a documentação e este projeto tem por objetivo regularizar a documentação desses agricultores, fazendo com que eles possam se beneficiar dos programas criados pela Secretaria", afirma Julian.

Frutas Nativas


Em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) a Secretaria de Agricultura está realizado um projeto que tem por objetivo aproveitar o potencial das frutas nativas. O secretário destaca a gabiroba: “a gabiroba é uma fruta que muitas vezes é tachada como sendo fruta de porco e acaba não sendo tão consumida. Em parceria com a Embrapa foi feito uma analise da fruta e se descobriu que ela e uma das frutas nativas que mais tem vitamina C”. Através desse resultado foi possível criar técnicas de aproveitamento dessa fruta para fazer sorvete, poupa de fruta etc.Neste ano, a poupa da fruta será consumida pelas crianças na merenda escolar.
  
Programa de Avicultura Familiar


Esse programa iniciará nesse ano e será implantado nas propriedades rurais com apoio de técnicos da Secretaria, tendo assim acompanhamento da produção.
 O objetivo é criar galinhas coloniais, que tem dois fins: os ovos e a carne. Uma empresa que encuba os ovos fará  parceria com esse projeto, ela vai ceder as primeiras galinhas que serão utilizadas como matrizes. "Também está sendo construído um espaço de embalagem e classificação dos ovos tendo o selo estadual SIP (Sistema Estadual do Paraná) para que os ovos de Rio Azul possam ser comercializados em toda a região. O projeto iniciou com 25 famílias, porque tem um processo demorado e democrático, tendo toda uma legislação que precisa sem cumprida. A intenção e chegar a 100 famílias produzindo ovos", afirma o secretário.

Frango Caipira Orgânico e Convencional

Esse programa ainda está em estudo. A ideia é criar os frangos em Rio Azul e abater na cidade de Irineópolis- SC, que possui um abatedouro próprio para esse tipo de frango. A carne será comercializada na cidade e  destinada à merenda escolar.

Produção de Leite à Base de Pasto

Através desse projeto a Secretaria de Agricultura procura incentivar a produção de leite a baixo custo e com melhor qualidade, já que as famílias gastam muito com a ração e os medicamentos são comprados fora da cidade. Através do projeto, haverá uma grande economia ao do produtor.
Laboratório de Homeopatia Ainda em fase de estudo o laboratório de homeopatia produzirá medicamentos que beneficiarão os produtores.

Biofábrica

A Biofábrica de Adubos Folhares Orgânicas dará suporte para ao agricultor que está produzindo produtos orgânicos. Nos próximos meses,  já terá produtos saindo da biofábrica com baixo custo e grande eficácia.

Festa do Agricultor

Uma das novidades  para este ano é a Festa do Agricultor. Depois da safra,  a Secretaria de Agricultura realizará uma festa em comemoração à colheita. “A ideia é apresentar os programas que já vêm sendo desenvolvidos, os que já vem acontecendo na cidade, fazer um debate com as famílias e também entregar alguns equipamentos para as associações”, finaliza Julian.







Silmara Andrade/Hoje Centro Sul