Projeto de Lei incentiva a doação voluntária de sangue - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Projeto de Lei incentiva a doação voluntária de sangue



Doadores de sangue serão isentos da taxa de inscrição em Concursos Públicos Municipais”, afirma Valdenei Cabral da Silva

Um ato louvável de amor a vida. Foi aprovado por unanimidade de votos na Sessão Ordinária do dia 3 de novembro o Projeto de Lei nº 048/2014, de autoria do Vereador Valdenei Cabral da Silva, que dispõe sobre a isenção aos doadores de sangue do pagamento de taxa de inscrição em Concursos Públicos Municipais.

 
Assessoria Câmara de Irati
 Com a Lei sancionada pelo prefeito municipal, a isenção da taxa de inscrição se estende também a Administração Indireta, Fundacional e Autárquica. “A isenção da taxa fica condicionada à comprovação de três doações consecutivas de sangue para homens e duas para mulheres, em um período de 12 meses, anteriores a publicação do edital do Concurso”, afirma o vereador.

            Valdenei destaca que a comprovação do doador de sangue será feita por meio da apresentação de documento expedido pela entidade coletora, onde deverá constar o nome completo do mesmo, CPF e dados referentes à doação, que serão apresentados no ato da inscrição. “A isenção, bem como suas respectivas condições, devem constar nos editais dos concursos públicos realizados no âmbito do Município”.

De acordo com Cabral, este projeto visa ampliar o número de doadores na cidade, pois a falta de sangue nos hemocentros pode causar um colapso em vários setores dos hospitais, trazendo sérios transtornos à sociedade. “Os hemocentros públicos há muito tempo clamam por um aumento de doadores, situação que amenizará o grave problema na captação de sangue”, frisa. 

Esta propositura, conforme Valdenei vem de encontro às necessidades da população e, se aprovado, os doadores voluntários terão mais um merecido reconhecimento por parte do município. “Precisamos incentivar cada vez mais a doação, pois apenas um doador pode salvar até quatro vidas, motivo de alegria para quem doa e de incentivo para que este gesto tão grandioso torne-se um hábito nobre de salvar vidas”, conclui o vereador.

Assessoria Câmara de Irati