Irati e Prudentópolis podem ter problemas no abastecimento de água - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 8 de novembro de 2014

Irati e Prudentópolis podem ter problemas no abastecimento de água

O calor e o alto consumo de água nas últimas semanas têm trazido problemas para muitas cidades no país. Em São Paulo, a escassez de água afeta cerca de 24 milhões de pessoas em 67 municípios. Minas Gerais também apresenta pontos de desabastecimento, pois as nascentes dos rios que abastecem o sistema da Cantareira, responsável pelo abastecimento do estado paulistano, estão localizados no estado mineiro.

Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul
No Paraná, o índice de chuvas dos últimos meses superou a expectativa. Apesar disso, a falta de planejamento na rede da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) pode deixar 42 municípios do Paraná com problemas de abastecimento. Segundo a estimativa da Sanepar, Irati e Prudentópolis poderão realizar rodízios, caso o consumo de água seja excessivo.

Problema antigo

Mesmo com o alerta, problemas no abastecimento do município de Irati são antigos.Luiz Carlos Campos, dono de uma mercearia no bairro Riozinho, conta que a freqüente falta de água na localidade ocorre há, pelo menos, sete anos. “Essa situação acontece desde que eu moro aqui. Há mais ou menos sete anos, quando eu montei a mercearia, todo sábado falta água. Dificilmente você abre a torneira no final de semana e tem água”, afirma.

Segundo ele, problemas de abastecimento durante a semana ocorrem ocasionalmente. “Isso quando não falta nos dias da semana. Agora até que deu uma amenizada, mas teve uma época que desacorçoou”, explica. Luiz Carlos destaca que, caso um sistema de rodízio seja adotado, os moradores do bairro terão maiores dificuldades. “Se isso acontecer mesmo, vai ficar ruim para gente. Nós nos salvamos por causa dos vizinhos que têm poço artesiano, mas isso é uma vez por semana, imagina se forem todos os dias?! Eu tenho uma caixa d’água grande, mas mesmo assim não é suficiente. Eu tenho outra caixa guardada, onde eu armazeno a água que eu pego no meu vizinho, para caso venha a faltar”.

O morador do bairro Riozinho ressalta que sempre procura a empresa responsável pelo abastecimento do município e alega que recebe diferentes explicações. “Isso não é por causa de seca não, porque acontece há muito tempo e mesmo com chuva. Um dia eles dizem que é por conta do motor, no outro é excesso de água, eles sempre têm uma desculpa. Nós já lutamos muito por isso, mas nada resolveu”, afirma.

Moradores da Vila São João, em Irati, também vivem a mesma situação. Cláudia Cardoso Lau, dona de uma panificadora, conta que os casos de falta de água são frequentes. “Nesses últimos dias não têm faltado muito, mas sempre falta, principalmente no final de semana, que é quando precisa mais. Nós temos duas caixas d’água bem grandes, mas ainda assim não é suficiente. Tem dias que precisamos sair daqui e ir para o centro, pegar água na casa de conhecidos”, completa.
Ela explica que os problemas no abastecimento do bairro causam diversos transtornos. “Geralmente acaba de manhã e a noite volta, mas tem vezes que isso não acontece e não tem água de manhã, no outro dia. É um transtorno, o banheiro tem que ficar interditado e temos que dar louças descartáveis para os clientes. O gasto é grande, porque além de ter que gastar gasolina para pegar água, temos que comprar objetos descartáveis e, às vezes, utilizar água mineral para alguns afazeres”, completa.
Cláudia demonstra preocupação com um possível desabastecimento no município. “Nós não esbanjamos água em nada. Se racionar mais, eu não sei o que vamos fazer. Não tem solução”, afirma. A moradora da Vila São João conta que já entrou em contato com a empresa responsável pelo serviço. “Eles dizem que pelo bairro ser muito alto, a água não chega, não tem pressão. Sempre quando ligamos, eles dizem que a situação está normal, não consta nada no sistema”, destaca.

Obras no sistema de abastecimento

A Sanepar, através de comunicado oficial, informou que desde 2013, obras de melhorias no sistema de abastecimento estão sendo realizadas. O objetivo é “aumentar a produção de água tratada e melhorar a eficiência do sistema de distribuição”. Ainda segundo a empresa, reparos recentes têm melhorado a distribuição de água nos bairros Riozinho e Vila São João. “O aumento de produção através da ampliação do ‘Poço 2’ e adequações na estação de tratamento de água, bem como a substituição de equipamentos de bombeamento e a instalação de tubulações de maior diâmetro vêm proporcionando uma maior vazão para o reservatório Califórnia, que abastece a região do Riozinho e Gutiérrez. Na semana passada, outra etapa das obras contemplou melhorias no sistema de bombeamento que atende as vilas Matilde e São João, ampliando em 40% o volume de água disponível para o setor”,conforme o comunicado da Sanepar.

O documento ainda informa que as obras já iniciadas devem ser concluídas até o início de 2015 e afirma que novos projetos de melhorias serão realizados. “As obras de interligação estão em andamento, e devem ser concluídas no início de 2015. Também estão programadas, para o próximo ano, a contratação de obras para incrementar a vazão do sistema, através de mais um poço. Além disso, a Sanepar está desenvolvendo projetos para atender a demanda da cidade de Irati num horizonte de longo prazo”. A empresa ainda alerta que eventuais problemas no abastecimento do município podem acontecer. “A Sanepar ressalta ainda que eventualmente podem ocorrer interrupções pontuais no abastecimento, como por exemplo as motivadas por consumo excessivo, quedas de energia, obras de melhoria, manutenção corretiva ou preventiva nos equipamentos do sistema, entre outros fatores.

No entanto, para evitar maiores transtornos, é imprescindível o uso do reservatório domiciliar.
De acordo com norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), cada imóvel deve ter caixa-d’água com capacidade para atender as necessidades por, no mínimo, 24 horas”.
A Prefeitura Municipal de Irati tem cobrado melhorias da empresa responsável. “Nos últimos meses, a administração realizou várias reuniões pedindo o comprometimento da empresa em ampliar a rede de esgoto e água, além da instalação de buster em vários pontos do município”, explica a assessoria de comunicação.

Ainda segundo a assessoria da Prefeitura de Irati, está previsto o início de obras para funcionamento de um novo poço no município. “Na segunda quinzena do mês de julho deste ano, o prefeito Odilon Burgath reiterou o pedido de operacionalização do poço número 3, próximo ao Kartódromo. Esse poço tem uma vazão de 80 mil litros de água por hora e poderia garantir o abastecimento para mais 2.600 residências em Irati diariamente.

Segundo o gerente geral da Região Sudeste, Antônio Carlos Girardi, na próxima quinta-feira, 06, haverá em Curitiba uma reunião com a diretoria da Sanepar, que tem entre outros assuntos em pauta, a aprovação do orçamento e execução dos projetos e obra para a operacionalização poço 3”, finaliza.

Kyene Becker/ Hoje Centro Sul