Moradores fazem nova reunião pedindo soluções para a empresa Tapuã, em Irati - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 11 de outubro de 2014

Moradores fazem nova reunião pedindo soluções para a empresa Tapuã, em Irati

Os moradores da Colina Nossa Senhora das Graças, em Irati, fizeram nova mobilização pedindo soluções da empresa Tapuã Indústria e Comércio de Embalagens LTDA. Eles alegam que a comunidade sofre com o mau-cheiro, fuligem e fumaça expelidas pela fábrica e com o barulho na parte da noite. A reunião aconteceu na quinta-feira (02), mas empresa e moradores não chegaram a um acordo.

Zilma Schindler/Hoje Centro Sul
No dia 03 de junho, as duas partes realizaram a primeira reunião para tentar resolver o problema. A moradora Inez Kowalski conta que a empresa Tapuã solicitou um prazo de 90 dias para regularizar a situação, mas a data venceu no último dia 02 de outubro e, segundo ela, os problemas ainda permanecem. O caso está na Promotoria desde novembro de 2013.

O gerente da empresa, Josué Capistrano, explica que várias ações foram realizadas desde a primeira reunião. “Desenvolvemos vários projetos para tentar melhorar a situação, porém, um plano mais efetivo deve ser discutido com os donos da indústria e apresentado em breve”, afirma.
Inez Kowalski ressalta que os problemas estão causando prejuízos para a qualidade de vida daqueles que moram nas proximidades da empresa. “As pessoas têm mal-estar, náuseas e dores de cabeça. De noite, aqueles que moram mais próximos da indústria, não conseguem dormir”, afirma. Ela acredita que a situação também está trazendo problemas econômicos para o local. “Os imóveis estão desvalorizados. É um lugar onde ninguém quer comprar, construir ou morar, porque sabem dos problemas”.

Os moradores irão realizar uma nova reunião, sem data definida, com os donos da empresa Tapuã, Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e Prefeitura Municipal de Irati para discussão do caso, buscando solucionar o problema.

Kyene Becker