Rio Azul completa 96 anos de emancipação e moradores recebem homenagem - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Rio Azul completa 96 anos de emancipação e moradores recebem homenagem

Rio Azul completa 96 anos de emancipação e moradores recebem homenagem
O município de Rio Azul completa 96 anos de emancipação política nesta segunda, 14, e quem recebeu a homenagem foram alguns moradores que contribuíram para a construção da história rioazulense.

Na sessão especial da Câmara do dia 7, última segunda-feira, os vereadores realizaram uma moção de aplausos às personalidades rioazulenses. A ideia surgiu do presidente da Câmara, Sérgio Mazur, que explica o motivo. “A gente sempre faz homenagem pra pessoa que já foi, por que não fazer em vida? Temos que estar sempre junto com o povo, tirando a ideia de que o político é só lá na Câmara. Eu estou muito orgulhoso, pois esse evento foi um sucesso”. O ato foi uma das comemorações em virtude do aniversário da cidade.

O prefeito de Rio Azul, Silvio Paulo Girardi, também estava presente na homenagem e ressaltou a importância do evento. “Com certeza esse momento ficará marcado pro resto das nossas vidas e pro resto da história do município de Rio Azul, pois são pessoas que contribuíram e contribuirão para a história da cidade. Espero que esse ato se perpetue e seja sempre feito todo ano”, finaliza.

A homenagem incluiu professoras, médicos, enfermeiros e ex-políticos. Os homenageados foram: Theodoro Surmacz, Celso Pallú, Jovita Stroparo, Verônica Basniak, Sandra Romanhuk Nós, Fábio Vinícius Polli, Conceição de Lara Turski, Ana Duda e Jaciel Bucco Martins. Eles receberam um certificado e também puderam contar um pouco de suas histórias ao final da homenagem.





Programação de aniversário
Em decorrência das chuvas e enchentes que assolaram o município de Rio Azul no início de junho, a cidade não realizará a tradicional festa de aniversário. O prefeito de Rio Azul, Silvio Paulo Girardi, explica que o motivo do cancelamento é a economia de verba para o reparo dos estragos causados pela chuva. “Reduzimos, não vamos fazer festa, não estamos em momento de se gastar dinheiro, visto que na minha previsão pode faltar dinheiro pra que a gente possa arrumar tudo que a chuva estragou. Acredito eu que até o final do ano deixaremos tudo aquilo que é necessário funcionando”, completa.
Por conta disso, será realizada uma celebração litúrgica e um ato cívico. A missa acontece no domingo, 13, em horário normal e o ato cívico será celebrado na segunda-feira, dia do aniversário, às 9h.



O Padre Silvano, que atua em São Mateus do Sul
esteve presente na solenidadeque homenageou
seu pai, Thodoro Surmarcz.
Outros familiares também prestigiaram o evento
Theodoro Surmarcz
"Primeiramente, um tanto emocionado, eu agradeço a essa Casa de leis por essa homenagem. Eu sempre, em toda minha vida, eu entendi que as pessoas passam por momentos de sucesso e por momentos de dificuldade. Por isso, sempre me coloquei à disposição de todos. Eu sei que vale a pena atender as pessoas, porque quando a gente atende é recompensado por tudo."









Celso Pallú
"Quero desejar que o nosso município continue sendo um município muito bom para a gente viver e que a gente escuta em outras localidades a estima que o pessoal tem. Nós estamos vivendo em uma comunidade de amigos, com bem-estar. "













Jovita Stroparo
"Eu comecei a lecionar no ano de 58 e parei no ano de 87. Por 20 anos eu trabalhei sobre 60% do salário mínimo, porque eu era professora leiga. Mas eu dava tudo o que eu podia e muitas vezes até o que eu não podia. Eu era muito feliz."














Verônica Basniak
"Vejam quantos talentos temos aqui. Ninguém faz a mesma coisa. Já imaginou se todo mundo fizesse a mesma coisa? Todo mundo fosse só médico, professor? O que seria? Deus dá um talento para cada um e cada um faz o que pode."













Sandra Romanhuk Nós
"No quinto ano, eu me apaixonei pela Educação Física e desde sempre, eu quis ser a professora de Educação Física. Eu fui estudar em Ponta Grossa, fiquei 4 anos lá. As aulas acabaram numa terça-feira e quarta-feira meu pai fez minha mudança de volta. Eu sempre quis ficar aqui."














Fábio Vinícius Polli
"Eu não sou rioazulense, sou guarapuavano, mas já me considero rioazulense. Até pego uma estrofe do hino “Rio Azul que eu amo tanto”. Aqui eu consegui as coisas que eu tenho, casei, tenho minha filha, são as pessoas mais importantes."














Jaciel Bucco Martins
"Eu fico feliz em poder retornar à essa casa que eu fiz parte por 4 anos. Foi uma alegria muito grande participar do legislativo rioazulense. Hoje, aqui, nós tivemos aulas, aulas de cidadania. Pessoas que falaram com o coração e que sabem agradecer o pouco que receberam."

















Texto: Kyene Becker/Hoje Centro Sul
Fotos: Ciro Ivatiuk /Hoje Centro Sul