Festas juninas ainda são tradição em Irati - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 6 de julho de 2014

Festas juninas ainda são tradição em Irati

Comemorada em diversos países, as festas juninas e julinas tiveram início na Idade Média e hoje são uma forte tradição no Brasil. São realizadas principalmente em igrejas e escolas, atraindo muitas crianças e famílias, as festas ganharam uma adaptação e hoje também atraem um grande púbico jovem.

Thaís Siqueira/Hoje Centro Sul
Exemplo disso é a Festa Junina do Patrão, realizada pela República do Patrão, em Irati, onde moram estudantes do curso de Engenharia Florestal. Juliano Bernardes, um dos moradores da República, conta que a festa é organizada desde 2009 e sempre atraiu muitos universitários.

“Tudo começou com uma ideia de reunir a turma e fazer uma festa típica da época. Na primeira, vieram 40 pessoas aqui em casa. Na última, o número chegou a quase 400. Então, tivemos que organizar a festa em outro lugar”. Neste ano, a festa foi realizada em uma casa de shows de Irati e contou com a presença de cerca de 500 pessoas.

Juiano explica que a festa universitária segue o exemplo de outras festas tradicionais. “Tem quentão, pipoca e outras comidas típicas. Esse ano só não deu pra fazer fogueira, porque o lugar é fechado. Quando era na nossa casa, a gente fazia fogueira. Inclusive, fizemos uma bem alta na última festa. É algo bem bacana”, explica.

Apesar das adaptações, as festas tradicionais ainda atraem um grande público, principalmente em cidades e localidades do interior. Elcio Brandalise, presidente da APMF do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Dona Candinha, de Engenheiro Gutierrez, em Irati, conta que todos os anos cerca de 2 mil pessoas participam da festa julina do CMEI. Neste ano, a festa acontece no dia 06 julho.

“Na primeira festa o salão lotou, ficamos surpresos. O pessoal vai a caráter, as crianças apresentam o lado folclórico da festa”. Ele também explica que algumas atividades foram inseridas na programação da festa para atrair um maior número de crianças. “Pras crianças tem uma área só pra fazer fotos, é toda decorada. Tem também o concurso de caipirinha, que neste ano tem 10 crianças participando”.
José Luciano da Luz frequenta festas juninas e julinas todos os anos. Ele acredita que as festas são um ótimo programa para se fazer em família. “É uma coisa saudável. Eu gosto de ir por causa das comidas típicas. É uma coisa bonita e tem diversão, como a quadrilha, por exemplo”.

Porém, segundo ele, as festas estão perdendo um pouco da tradição. “Eu estou meio afastado, mas sei que as festas continuam. Só que antes, parecia que era uma coisa mais forte, onde todos iam e participavam”, completa.

Texto Kyene Becker/Hoje Centro Sul

Fotos:  Thaís Siqueira/Hoje Centro Sul