Santa Casa de Irati participa de mobilização nacional por melhorias - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 14 de junho de 2014

Santa Casa de Irati participa de mobilização nacional por melhorias


As Santas Casas do Brasil enfrentam um problema recorrente nos últimos anos, a falta de dinheiro.

Preocupados com a situação atual, os responsáveis pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB) elaboraram uma carta pedindo melhorias e cobrando dívidas que o governo federal tem para com as instituições. Germano Strassmann, provedor da Santa Casa de Irati, explica que uma das reivindicações éo pagamento do IAC (Incentivo à Contratualização), um incentivo de 50% a mais nos valores de todos os procedimentos da tabela Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo Strassmann, “esse dinheiro veio para a Prefeitura Municipal de Irati. Não estamos achando meio ou quem é o responsável para pedir isso de volta e passar para as nossas mãos. Foi um equívoco”.

Kyene Becker/Hoje Centro Sul
Segundo o provedor, o faturamento mensal da Santa Casa de Irati é de R$1.250.000,00, porém a dívida acumulada nos últimos meses impede a realização de muitos projetos e contratação de novos funcionários. “Na área profissional, nós temos uma falta bastante expressiva de enfermeiros, profissionais da área da saúde, médicos de algumas especialidades. Além disso, muitos projetos estão parados”. Germano destaca a interrupção da ampliação da área da enfermaria compartilhada. “Ainda não colocamos gente no corredor, mas já chegamos muito perto disso”, afirma.

Uma das principais reclamações dos responsáveis pelas Santas Casas é a diminuição da jornada de trabalho dos enfermeiros. Eles enfatizamque há falta de funcionários e não há verba para contratar novas pessoas. “Já estamos trabalhando com déficit, em prejuízo e isso vai acarretar em uma elevação de custo. Nós exigimos uma reposição de custo, porque agora é a vez que tudo se complica”, fala Sidnei Barankevicz, diretor administrativo da Santa Casa de Irati.

Sidnei fala que a Santa Casa de Irati atende o Estado e há 3 anos não há reajuste. “O medicamento que nós mais usamos aqui na Santa Casa é o soro e ele sofreu no mês de abril/maio, um reajuste de 29%. Isso tem acarretado diversas dificuldades na área financeira”, relata.

Jantar beneficente

No dia 05 de junho, quinta-feira, a Associação Amigos da Santa Casa de Irati realizoujantar e bingo beneficentes em prol da instituição iratiense. A ex-presidente da Associação, Silvia Regina de Souza, explica comoo dinheiro arrecadado será utilizado. “Temos em torno de 30/40 mil reais e esse dinheiro será repassado para a compra das necessidades mais urgentes da Santa Casa. A prioridade agora, com o dinheiro arrecadado são as enfermarias, lençol, cobertores, as necessidades básicas”.

Voadir Mendes Filho, atual presidente da Associação fala sobre a situação dos hospitais no país. “Os hospitais estão vivendo um caos. Por mais que a Santa Casa de Irati tenha um maquinário de primeira, as despesas do dia-a-dia tomam dinheiro. Então, as pessoas nos ajudam, colaboram para que essa situação mude”, completa. O tradicional bingo beneficente premiou o primeiro lugar com R$7 mil, o segundo lugar com R$2 mil e o terceiro lugar com mil reais.

Por Kyene Becker