Rebouças: Comissão Processante encerrou os trabalhos de investigação do cascalhamento - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Rebouças: Comissão Processante encerrou os trabalhos de investigação do cascalhamento

Fábio Chiqueto, presidente da Comissão Processante,
afirma que votará contra o fim da investigação
Como não houve sessão da câmara na terça-feira (01), o resultado dos trabalhos não pôde ser apresentado


A denúncia de superfaturamento contra o prefeito Claudemir dos Santos Herthel (PSDB) quanto ao cascalhamento realizado em 2013, teria sua resposta definitiva nessa última terça-feira, 01, na sessão da Câmara Municipal de Rebouças, no entanto, a sessão foi cancelada.

A Comissão Processante havia pedido mais dez dias para a análise da defesa montada pela sindicância interna da prefeitura de Rebouças, e, segundo o vereador Fábio Chiqueto (PSD), também foram pedidos documentos como o contrato de compra e venda da cascalheira, e a ação judicial que a prefeitura municipal de Rebouças moveu contra a empresa Derbli Locação de Equipamentos Eirelli e o ex-proprietário da cascalheira, Jacir Laertes Martins. “Nesse meio tempo, eles [Comissão de Sindicância da Prefeitura] fizeram uma ação cobrando a empresa Derbli, e cobrando o homem que é o suposto dono do cascalho, mas quem é dono do cascalho é a prefeitura,” afirma.

Chiqueto ainda afirma que o advogado da Comissão Processante pediu a devolução do dinheiro, e o encerramento dos trabalhos, visto que foi constatado o pagamento irregular. “Agora, na verdade, já foi feito o relatório final pelo nosso advogado, dizendo que, resumidamente, o prefeito tomou as medidas necessárias, fez a sindicância, e apurou que havia irregularidades, mandou registrar o terreno no nome da prefeitura, então o relatório feito pelo nosso advogado, e que vai servir para votação, pede o encerramento dos trabalhos e também a devolução do dinheiro por parte do município,” explica.

Denúncia contra vereador será lida

Como não houve sessão ordinária na Câmara Municipal de Rebouças neste dia 1o devido ao falecimento do ex-vereador Renato Cabral, não houve a leitura da denúncia contra o vereador de Rebouças, Silvio Pszedimirski (PMDB). A denúncia, que se refere ao fato da empresa de propriedade da esposa do vereador realizar venda de produtos para a Prefeitura Municipal deverá ser lida no dia 08, salvo ocorra outro imprevisto.

Há divergências entre a Lei Orgânica do Município e a legislação federal. Saiba mais sobre o caso na próxima edição do Jornal Hoje Centro Sul. 

Texto: Kaio Ribeiro/Hoje Centro-Sul
Foto: Allyson Pallisser/Hoje Centro-Sul


Clique aqui e confira esta matéria no site da Najuá