3ª Feira de Economia Solidária reúne 27 expositores no Parque Aquático - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 9 de abril de 2014

3ª Feira de Economia Solidária reúne 27 expositores no Parque Aquático



Para fomentar e disseminar a Economia Solidária (Ecosol) como nova forma de desenvolvimento local sustentável e de soberania alimentar da região e do estado do Paraná, foi realizada entre os dias 04 e 06, sexta-feira e domingo, a 3ª Feira Regional de Economia Solidária e Soberania Alimentar, no Parque Aquático, em Irati. Estiveram presentes 27 grupos/empreendimentos de vários municípios, além de Irati, Mallet, Fernandes Pinheiro, Teixeira Soares, Ponta Grossa, Curitiba, Mandirituba e Piraquara.



Durante a abertura oficial que foi realizada na sexta-feira, 04, o prefeito de Irati, Odilon Burgath destacou que a Feira, assim como a Economia Solidária, não visa apenas comercializar os produtos. “A partir dos princípios de cooperação, solidariedade, divisão justa da riqueza e da autogestão, a Economia Solidária busca criar outras formas de se organizar como sociedade e assim propiciar o bem viver de todos e todas. Por isso é importante fortalecer o Movimento Social da Economia Solidária como espaço de construção de propostas, projetos e sensibilização da sociedade na necessidade da construção de políticas públicas para a região e o estado”, afirmou o prefeito.

A Feira foi realizada pela Rede de Educação Popular do Paraná (REDP), Fórum Municipal de Economia Solidária de Irati (FMESI) e pela Rede de Educação Cidadã (Recid) - Projeto Talher, da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal, e com o apoio da Prefeitura Municipal de Irati por meio do Departamento de Economia Solidária e Artesanato (Desa) da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.


Secom Prefeitura de Irati
Durante os três dias foram comercializados produtos como: artesanato em geral de tricô, crochê, pintura a mão; artigos para presentes e para a Páscoa; utensílios (pano de prato, toalha, potes, tapetes, vasos, cerâmica, vidro, madeira, etc); brinquedos; variados tipos de alimentos agroecológicos (sem agrotóxicos); pão e kuque caseiros; chocolates de Páscoa; doces e salgados (pastel, torta, cachorro quente, bolos, lanches) e produtos de limpeza (sabão ecológico, sabonetes, etc).

Além da comercialização, também foram realizadas apresentações culturais no sábado e no domingo, além das quatro oficinas ministradas gratuitamente e que abordaram os temas: Produção e uso de Tinta Ecológica; Trocas e Moeda Social; Consumo Consciente e Agroecologia, e Cultivo da Semente Crioula.

Segundo o diretor do Departamento de Economia Solidária e Artesanato, Rodrigo Luís de Souza, a Feira apresentou a diversidade e o potencial da Economia Solidária na produção coletiva, no comércio justo, no consumo consciente, nas finanças solidárias e no crédito alternativo de Banco Comunitário e a Moeda Social.
“É um espaço de união do campo e a cidade para troca de experiências e busca de alternativas de garantir a segurança e soberania alimentar na região e no estado. Além disso, buscamos valorizar e firmar a agroecologia como forma autossustentável da produção de alimentos sem agrotóxicos (venenos), garantido assim, saúde aos consumidores, proteção ao meio ambiente, geração de renda as famílias e o fortalecimento das comunidades do campo”, observou o diretor do Desa.

Secom Prefeitura de Irati