Dia de Campo ocorre em Rio Azul - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 14 de março de 2014

Dia de Campo ocorre em Rio Azul

Empresas  de defensivos, insumos e máquinas agrícolas são parceiras na demonstração de tecnologias de cultivo aos agricultores

Kaio Ribeiro

O Dia de Campo promovido pela Agropecuária Girardi e demais parceiros teve sua 4ª edição realizada na última sexta-feira (07), ao lado da PR-153.

Douglas Zarpelon, engenheiro agrônomo da empresa, explica que a área em que o evento é realizado abriga diversos experimentos com tecnologias de agroquímicos e variedades de sementes, que são testadas antes de serem vendidas aos agricultores.

“A idéia desse evento é trazer tecnologia, e antes de lançar uma tecnologia que a gente não conhece para o produtor, a gente testa aqui e aí sim, vendo que ela vai trazer resultado positivo para o produtor, a gente incrementa e oferece como ferramenta para ele,” explica.

O engenheiro agrônomo ainda ressalta que não são todos os materiais que se adéquam à região, por isso os testes levam até um ano, para terem certificação de que o produtor não terá prejuízos com os produtos.


Jairo Luiz de Oliveira, responsável técnico de vendas da Syngenta, empresa parceira do evento, explica que a maior parte das plantas tem o seu potencial definido na fase inicial de desenvolvimento, e para que o resultado seja o esperado na colheita, é preciso proteger a planta de adversidades como o clima, o ambiente, as pragas e doenças.


“Nossa proposta é mostrar as ferramentas que temos para trabalhar pensando nas três principais culturas, feijão, milho e soja,” comenta.



O responsável técnico de vendas também explica que com os experimentos no feijão, buscou-se o controle de pragas e o bom estabelecimento da cultura, o vigor; na soja, o tratamento das sementes e o controle de pragas e doenças; no milho, o controle das pragas.

Para o milho, Jairo Oliveira conta que foram simuladas duas condições de campo com pragas em gaiolas. Na primeira, foram colocados percevejos em gaiolas e usado os defensivos necessários, obtendo como resultado o controle total da praga. Na segunda simulação, foram usadas sementes de milho transgênico, e para cada pé de milho que brotou, uma lagarta foi colocada, tendo como resultado a morte de todas as lagartas.

O evento, que já contou em 2013 com 250 pessoas, atraiu mais empresas. Nessa edição, além de defensivos e insumos agrícolas, também estiveram presentes empresas de máquinas agrícolas.