Creas alerta sobre violência contra a mulher - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sábado, 8 de março de 2014

Creas alerta sobre violência contra a mulher


Neste sábado (08), Dia Internacional da Mulher, o Centro Especializado de Assistência Social (Creas) realizou uma mobilização na Rua Munhoz da Rocha para chamar a atenção dos iratienses quanto aos casos de violência contra a mulher e destacar que existe uma rede de proteção para dar o atendimento necessário. Houve entrega de adesivos, apresentação de número de dança e cumprimento às mulheres pelo seu dia, além do alerta de que é essencial combater a violência.
São registrados pelo Creas de Irati uma média de 200 casos de mulheres vítimas de violência doméstica, anualmente. A equipe do Creas informa que os casos que ocorrem nos dias de hoje transcorrem da concepção do machismo dentro de casa, nos espaços públicos e privados, onde é possível observar que a agressão que a mulher sofre não é só física, é também psicológica e moral.
Psicólogos e assistentes sociais que fazem o atendimento às vítimas contam que as agressões verbais reduzem a autoestima e conduzem as mulheres a conviverem cotidianamente com opressões que causam danos à sua saúde: geram estresse e enfermidades crônicas. Os profissionais do Creas explicam que além dos variados problemas de saúde, a violência interfere na vida, no exercício da cidadania das mulheres e no desenvolvimento da sociedade em sua diversidade. “A violência física ou simbólica deixa marcas profundas nos corpos, sentimentos e na vida das mulheres, é a ferramenta de opressão utilizada pelo machismo que deve ser combatido”, ressaltam os psicólogos e assistentes sociais que integram a equipe do Creas.
Neste sentido, eles lembram que é importante a sociedade perceber que o feminismo vem exatamente para “desnaturalizar” o naturalizado e estabelecido. Para poder dizer que a mulher deve ter vida, vida em abundância, com dignidade e respeito, com paridade em todos os espaços e liberdade plena sobre si.  A equipe do Creas destaca que a luta é para construir outro mundo, livre do machismo, racismo, homofobia e de tantas outras formas de violências e opressões. Os profissionais acreditam que lutar por isso não é apenas reivindicar um direito, é pela vida. É pela vida das mulheres.
O Creas convida todos a lutarem pela proteção da mulher e orienta aquelas que são vítimas de violência a denunciarem os agressores. Os telefones para denúncia são: 180, 0800-643-4041 ou ainda o 3907-3108 (Creas Irati).

Texto: Equipe do Creas 

Fotos: Letícia Torres / Hoje Centro Sul