Secretaria de Saúde aumenta em mais de 63% a captação de recursos federais - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Secretaria de Saúde aumenta em mais de 63% a captação de recursos federais

Os repasses financeiros do Ministério da Saúde para o Município de Irati, na modalidade fundo a fundo, praticamente triplicaram nos últimos cinco anos. O fato se deve a adesões realizadas em programas específicos e a elaboração de projetos para investimentos como construção, ampliação, reforma e aquisição de equipamentos para as Unidades de Saúde, principalmente em 2013, quando foi registrado um aumento de 63,5% em relação ao ano anterior.

[caption id="attachment_34582" align="alignleft" width="300"]13893557640.00995500[1] Secretário de Saúde, Anderson Sprada - © Assessoria PMI[/caption]Para o secretário de Saúde, Anderson Sprada, esse incremento nos repasses se deu especialmente pelos projetos realizados e aprovados através do Fundo Nacional de Saúde (FNS). Também, a inclusão do Município em programas que até então não estava cadastrado, programas estes que melhoram o atendimento e a qualidade de vida dos usuários.

“Nossos esforços na busca de mais recursos e melhorias para saúde de Irati a nível federal estão cada vez mais aprofundados e o reflexo de todo este esforço está no aumento dos valores repassados pelo Ministério. Temos a certeza que em 2014, a projeção de novos repasses é certa”, destaca Sprada.

Segundo dados disponíveis no site do Ministério da Saúde (www.fns.saude.gov.br), Irati recebeu em 2013, 63,5% a mais de recursos federais para o Fundo Municipal de Saúde quando comparado a 2012, e mais de 165% em relação a 2009.

De acordo com Sprada, o principal reflexo no aumento dos valores refere-se a adesão ao Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde (UBS) nas modalidades construção, ampliação e reforma. “Também há um acréscimo considerável referente à construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas na Vila São João, que já se encontra na fase de elaboração de projetos pela empresa vencedora do certame licitatório”, completa.

Na lista dos benefícios no setor estão a reforma de oito unidades de saúde, duas ampliações a serem iniciadas e duas que estão na fase de conclusão. Além disso, uma nova unidade de saúde será construída. Outro valor importante destina-se a aquisição de veículo e equipamentos para as UBS, através de emenda parlamentar do deputado federal Eduardo Sciarra.

“Realizei o projeto desta emenda via FNS. Em novembro o Governo Federal autorizou o empenho e no mês passado a aprovação do projeto, bem como, a transferência do recurso, que ultrapassa R$580 mil. Serão diversos equipamentos para as unidades de saúde: computadores; projetor multimídia; ar condicionado para salas de vacina; macas; mesas de exames; cadeiras odontológicas; cardioversores; móveis, entre outros. Ainda será adquirida uma pick-up 4X4 para a ESF (Estratégia Saúde da Família) de Gonçalves Júnior”, comenta Sprada.

A adesão a outros programas como o Programa Saúde na Escola (PSE), Projeto Olhar Brasil, Programa de Qualidade das Ações da Vigilância em Saúde (PQA-VS) e Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade (PMAQ) foi fundamental para o aumento dos recursos repassados, e garantirá a qualidade dos serviços oferecidos à população nas UBS. Também beneficiará estudantes de 35 estabelecimentos educacionais, com consultas oftalmológicas, avaliações de saúde e prevenção de doenças e outros agravos.

O secretário explica que em relação ao Piso da Atenção Básica (PAB) Fixo, recurso per capita transferido mensalmente ao Município e usado para as ações da atenção primária em Saúde o incremento também foi considerável. “Tínhamos em 2009 o valor de R$79.535,92 ao mês, e em 2013, o valor repassado chega a R$123.045,00, ou seja, mais de 35%”, acrescenta Sprada.

Atualmente, o Governo Federal tem uma boa base de financiamento das ações e serviços de Saúde. “Mas para isso, o gestor e sua equipe devem construir projetos, aderir a programas específicos, pactuar metas e cumprir com os objetivos propostos”, finaliza o secretário.

Assessoria PMI