Museu Municipal será instalado em novo espaço e terá investimento de R$375 mil - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Museu Municipal será instalado em novo espaço e terá investimento de R$375 mil

O Museu Municipal de Irati passará por um projeto de modernização e será instalado em novo espaço. A medida foi publicada no Diário Oficial da União, através do Projeto de Modernização de Museus Ibram 2013. O investimento total no projeto será de R$375mil, feito pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Prefeitura Municipal.
De acordo com a secretária de Patrimônio Histórico, Turismo, Cultura, Lazer e Desporto de Irati, Claudete Camargo, o projeto teve início quando o Ibram publicou o Edital de Modernização de Museus, voltado para implantar ações em municípios que já possuem uma estrutura museológica.

[caption id="attachment_34482" align="alignleft" width="300"]07_museu municipal @ assessoria PMI[/caption]

“Considerando que o Município de Irati já possui um Museu criado pela Lei nº183 de 21 de dezembro de 1957, e que este atualmente se encontra em funcionamento nas dependências da Casa da Cultura, como um Departamento Museológico, tornaram-se válidas as condições propostas pelo edital”, afirma Claudete.
A secretária conta que uma das primeiras ações foi reunir a equipe da sua pasta e da Secretaria de Planejamento e Obras para discutir a inscrição de um projeto para modernizar o Museu de Irati, e estruturá-lo em um novo espaço, o prédio que foi sede da primeira Prefeitura Municipal construída em alvenaria no ano de 1927 na gestão de Zeferino Salles Bittencourt. “Tínhamos menos de um mês para inscrever o projeto, mas conseguimos finalizar e enviá-lo a tempo”, completa.

Das 159 inscrições realizadas em todo o Brasil na primeira fase, apenas 56 foram admitidas, sendo de Irati, a única proposta aceita do Paraná. O Diário Oficial da União publicou em 26 de novembro do ano passado, os 36 projetos classificados. Irati ficou em 28º lugar e receberá do Ibram um recurso no valor de R$300 mil, mais a contrapartida de R$75 mil por parte da Prefeitura Municipal, que serão utilizados para reforma do imóvel.

“Este imóvel é de extrema importância, pois garantirá acesso a preservação e divulgação da memória individual e coletiva, em uma sede estruturada seguindo os padrões museológicos aceitáveis para conservação das coleções que compõem o acervo históricos municipal. Além disso, estará contribuindo para o crescimento cultural de nossas crianças, jovens e demais integrantes da comunidade local, e tornando-se mais um ponto turístico importante para a cidade para atrair visitantes e novos empreendedores”, ressalta Claudete.
O prefeito Odilon Burgath lembra que este é o único projeto aprovado pelo Ibram no Paraná. “O Museu Municipal de Irati terá um investimento total de R$375 mil. O prédio que foi sede da primeira Prefeitura construída em alvenaria será reestruturado e vai receber todo o acervo, efetivando o Museu com autonomia, e assim, realizando um desejo de toda a nossa comunidade”, salienta Odilon.

CASA DA CULTURA
A Casa da Cultura (Fundação Edgard & Egas Andrade Gomes) foi doada por membros da Família Gomes, primeiramente em termo de comodato, através da lei municipal 769/87. Foi inaugurada em julho de 1989 com a finalidade de abrigar a Secretaria Municipal de Cultura e o Museu Municipal, além de servir como um espaço para manifestações artísticas. Em 2004 foi transferida definitivamente ao Município por um termo de doação da família.
Conforme a secretária Claudete, após a inauguração em 1989, o imóvel recebeu a primeira reforma no ano de 2001. Nesta etapa buscou-se retratar com precisão alguns dos aspectos originais da Casa da Cultura, como a proximidade das cores e a retomada da varanda frontal. “Antes disso, num período de 12 anos o imóvel permaneceu sem nenhuma manutenção ou preservação pelas políticas públicas municipais”, observa.

Claudete ainda acrescenta que durante esse tempo ações como troca de vidros e pintura não foram realizadas, e a retirada de abelhas entre as paredes duplas foram executadas sem nenhum caráter técnico, acarretando ainda mais prejuízo ao patrimônio histórico municipal.
“Depois de reformada em 2001, a Casa da Cultura caiu novamente em desatenção, visto que passou por duas gestões (oito anos) sem nenhum tipo de reparo ou cuidado com o espaço físico. Isso contribuiu para a deterioração de paredes, portas, janelas e de toda fiação elétrica, acarretando perigo ao acervo museológico e às próprias pessoas que trabalham e usufruem dos serviços da política cultural”, destaca.

O imóvel permaneceu ativo desde a sua fundação devido a duas reformas: a primeira no ato da inauguração e outra, 12 anos depois. Assim, dos 24 anos que o Município de Irati conta com este equipamento cultural tão valioso, apenas dois deles foram dedicados ao zelo e a preservação cultural.
Em 2013, no primeiro ano da atual gestão, a Secretaria de Cultura buscou estabelecer parcerias com a iniciativa privada a fim de melhor adequar o espaço. Foram feitos reparos nas paredes internas, onde foram fixadas placas de MDF, através de uma parceria com o Museu Oscar Niemeyer, permitindo que as paredes, além de preservadas, não sejam prejudicadas durante a montagem de exposições. Esse reparo foi possível graças a uma parceria com a empresa Caminhos do Paraná.

“A preocupação com a reforma/restauro da parte externa e interna da Casa da Cultura está na pauta da Administração Municipal. Quando o Ibram abriu o edital de Modernização de Museus buscamos solicitar a reforma do imóvel, porém, por se tratar de uma instituição de cunho cultural e não apenas museológico, não foi possível adequar às regras do edital. Contudo, não deixamos de lado o projeto de reforma da Casa da Cultura. Já foram feitas solicitações a Secretaria de Obras para que sejam feitos planilha e orçamento a fim de que se possa pleitear os recursos financeiros necessários”, finaliza Claudete.

Ascom Prefeitura de Irati