Conferência de Meio Ambiente debate a destinação de resíduos sólidos em Irati - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Conferência de Meio Ambiente debate a destinação de resíduos sólidos em Irati

Nesta quinta-feira (29), ocorreu em Irati a I Conferência Livre de Meio Ambiente. O evento reuniu representantes de organizações não governamentais, da administração pública, profissionais e estudantes da área. Os resíduos sólidos permearam todos os debates.

Osvaldo_sec. meio ambiente (2)O objetivo da conferência é elencar propostas para a implementação da política nacional de resíduos sólidos. Dois palestrantes abordaram o tema: Edison Moro Rios, que falou sobre as unidades de resíduos sólidos da Sanepar, e Luciana Garcia, que palestrou sobre resíduos sólidos e educação ambiental.

O prefeito de Irati, Odilon Burgath, realizou a abertura do evento. Ele falou sobre as dificuldades enfrentadas na área de Meio Ambiente no município. “Nós temos feito grandes esforços para que possamos avançar na correta destinação de resíduos sólidos”, afirmou o prefeito. Ele frisou que além da queda na arrecadação do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e defasagem do valor cobrado pela coleta de lixo, cujo aumento não foi aprovado pelo Legislativo em 2012 dificultam a realização de melhorias no setor. “Os prejuízos com a coleta de lixo vão de R$ 60 a 100 mil por mês, ultrapassando mais de meio milhão apenas neste ano. Temos apenas quatro caminhões para a coleta e dois funcionários para a varrição. Devido a isso, apresentamos projeto à Câmara de Vereadores solicitando crédito suplementar”, explicou Odilon.

O prefeito destacou também projetos que estão em estudo, a exemplo da troca de lixo reciclável por alimentos agroecológicos e a elaboração de um projeto de lei que cobre mais de quem produz mais lixo, como é o caso de algumas empresas.

O secretário municipal de Ecologia e Meio Ambiente, Osvaldo Zaboroski, destacou as ações tomadas para otimizar o setor, como as melhorias no sistema de trabalho das cooperativas COCAIR e Malinoski, que trabalham com lixo reciclável. Ele também elogiou a participação de estudantes no evento. “Fico feliz em ver tantos jovens aqui dispostos a nos auxiliar com ideias para melhorarmos o meio ambiente em Irati. Tenho certeza que algumas ideias que saírem daqui pode servir para o Brasil inteiro”, frisou Zaboroski.

A presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente, Edevane Mance de Sousa, lembrou aos participantes que a Conferência Livre de Meio Ambiente tem caráter informal, reforçando seu espírito livre e democrático, com o objetivo de apresentar ações para a implementação da política nacional de resíduos sólidos.

PALESTRAS

Para os dois palestrantes, Edison Moro Rios e Luciana Garcia, o gerenciamento dos aterros sanitários e a coleta seletiva são importantes, contudo, há necessidade de investimentos em campanhas de conscientização. “A Sanepar tem interesse no gerenciamento de aterros sanitários para evitar a contaminação dos mananciais, pois a destinação inadequada influencia na nossa principal atividade, que é o fornecimento de água de qualidade para a população.Contudo, a falta de colaboração da população compromete a vida útil do aterro e o trabalho de reciclagem”, afirmou Luciana.

EIXOS

No período da tarde, divididos em grupos, os participantes discutiram quatro temas e levantaram propostas: Produção e Consumo Sustentáveis; Redução dos Impactos Ambientais; Geração de Trabalho, Emprego e Renda; e Educação Ambiental.

 

Texto e Fotos: assessoria PMI