Audiência Pública - Vereadores acompanham prestação de contas da Prefeitura - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 1 de março de 2018

Audiência Pública - Vereadores acompanham prestação de contas da Prefeitura


Na tarde do dia 28 de fevereiro, em Audiência Pública, a Prefeitura realizou prestação de contas, apresentando à população os relatórios contábeis relativos ao 3º quadrimestre acumulado de 2017. O Secretário Municipal de Fazenda, Valmir Emiliano, acompanhou a apresentação juntamente com o Presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, Valdenei Cabral da Silva, o Secretário da Comissão, Rogério Luís Kuhn e o membro Alberto Schereda, além dos vereadores Wilson Karas, Nivaldo Bartoski e Roni Surek. A Audiência também foi acompanhada pelos secretários municipais e pelo Observatório Social de Irati, que fez questionamentos.

De acordo com a chefe do Departamento de Contabilidade da Prefeitura, Joby Ayub a prestação de contas foi referente ao ano todo de 2017. Conforme o balanço orçamentário consolidado apresentado, a Prefeitura dispôs de uma receita de R$ 150.948.000,00; despesa de R$ 138.576.000,00 e superávit de R$ 12.371.000,00. Segundo Jobi, as despesas com pessoal foi de R$ 59.784.000,00 – 50.73%. “Estamos tomando muito cuidado para não chegar no limite prudencial”.

O Secretário da Comissão de Finanças e Orçamento, Rogério Luiz Kuhn, fez algumas indagações relacionados a despesa alta do CAPSIRATI. Jobi informou que o valor refere-se as despesas efetivadas com pensões. “Quando as pessoas aposentam-se o caixa passa a bancá-las, ou seja, refere-se a pagamentos de aposentadorias e benefícios”.

O Presidente do Observatório Social de Irati, Gerson Musial, questionou o percentual do planejado para o executado em 2017? Jobi afirmou que poderá apresentar estes dados posteriormente, pois são dados não exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O Presidente do OBS também demonstrou preocupação em relação aos valores do PPA que estão superestimados, “será que vamos conseguir cumprir as metas projetadas nos próximos anos?”. Conforme Jobi os cálculos foram feitos em cima do planejado de 2017. “Trabalhamos com o orçado e não com números reais. Medidas são tomadas conforme as execuções”. Rogério complementou que o orçamento é flexível, “criam-se despesas no decorrer do ano”. Para Gerson, os números devem ser ajustados na medida que estão sendo executados. Rogério agradeceu a sugestão do representante do OBS.

O Secretário de Fazenda, Valmir Emiliano destacou o aumento considerável com combustível, a inadimplência de 22% com IPTU e citou as inúmeras melhorias realizadas no município em diversas áreas. “Estamos na expectativa de que este ano teremos mais valores disponíveis, inclusive, hoje, o prefeito está em Curitiba buscando recursos”.

A Secretária Municipal de Saúde, Magali de Camargo, também fez uma explanação detalhada da pasta sobre as ações no 3º quadrimestre de 2017. A secretária explicou sobre a falta de medicamentos na secretaria, informando que houve falhas no fornecimento, pois a empresa vencedora da licitação não conseguiu cumprir com suas obrigações. “A partir de agora estaremos comprando os medicamentos diretamente do Consórcio Paraná Saúde, que possui os melhores preços do mercado”.
Gerson do OBS questionou as filhas das consultas especializadas que só aumentam e não andam. Magali informou que estão trabalhando diariamente com o intuito de melhorar o atendimento. “Vamos inclusive qualificar a nossa equipe e pretendemos até o final deste ano possuir pelo menos três unidades de saúde no município certificadas com selo de qualidade”, afirmou.

A Audiência foi encerrada pelo Presidente da Comissão de Finanças, Valdenei Cabral da Silva, que elogiou as apresentações. A próxima prestação de contas deverá ocorrer no mês de maio. Acompanhe a prestação de contas na íntegra através do site www.irati.pr.leg.br pelo ícone “Sessões Gravadas”.

Texto e Foto:
Assessoria
Câmara Municipal de Irati - PR