Rodrigo Solda (PSDB) faz balanço do 1º ano de gestão - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Rodrigo Solda (PSDB) faz balanço do 1º ano de gestão

"Não vou deixar de fazer algo bom por vaidade, por mais que esse 'algo bom' não tenha sido ideia minha. Precioso para mim não é poder me vangloriar pelas minhas ideias. Precioso para mim é poder atender o povo. O povo, quando corresponde e diz que realmente estamos fazendo algo melhor: isso é o meu privilégio, isso é ser gestor público. Eu estou focado nas pessoas, na população de Rio Azul", afirmou o prefeito Rodrigo Solda (PSDB).

2017 foi um ano complicado para vários municípios do Brasil, devido à crise que acontece em nível nacional. Mesmo assim, houve municípios que conseguiram se destacar. No caso de Rio Azul - PR, o prefeito Rodrigo Solda (PSDB) fez um balanço do primeiro ano do seu mandato, e falou um pouco sobre o que foi possível fazer em cada Secretaria. 

Retomadas de projetos e de obras estão entre as principais conquistas. Em 2018, o prefeito diz que finalmente vai poder colocar em prática os seus projetos e as suas ideias. Veja a seguir o vídeo da entrevista com Rodrigo Solda:


EDUCAÇÃO
O prefeito Rodrigo Solda diz ter pegado a Educação de Rio Azul com um quadro deficitário de servidores, tendo contratado 25 (vinte e cinco) professores para reduzir este déficit, sem comprometer os índices do orçamento do município. Houve também investimento no transporte escolar, com a aquisição de quatro ônibus que estão em condições de transportar os alunos na ida e na volta do trajeto de casa até a escola. Outros dois ônibus ainda devem chegar ao município.

SAÚDE
De acordo com as palavras de Rodrigo Solda em entrevista, foram zeradas as filas de encaminhamento de exames. Segundo ele estes exames ficaram sem ser feitos durante um período de quatro meses, referente ao ano de 2016. Foi também contratada mais uma farmacêutica para a Farmácia Básica. Além disso, por meio de uma parceria com o deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB), que contribuiu com uma emenda parlamentar, a Prefeitura pôde dar contrapartida a esta emenda e realizar a entrega de uma van e uma ambulância para a população. Outras conquistas estão sendo pleiteadas na área da Saúde junto ao Governo Federal e ao Governo do Estado do Paraná.

TURISMO
Conforme o que foi dito por Rodrigo Solda, um dos bons exemplos que ele tem em sua equipe é secretário municipal de Esporte, Turismo e Cultura de Rio Azul, Osvaldo Kosciuk Júnior. O prefeito também citou que pretende, em 2018, investir em Turismo. "Ano que vem é o aniversário do centenário do município, e nós vamos colocar o nome de Rio Azul em evidência, para fortalecer as nossas raízes, nosso município e, em consequência disso, a nossa população. Não é o meu nome que eu quero mostrar: é o nome de Rio Azul", reafirma.

AÇÃO SOCIAL
"Pergunto ao povo do município e da região: quando foi a última vez que se construiu uma casa em Rio Azul?", questionou Rodrigo Solda, citando que está com dois projetos habitacionais aprovados. Um deles ainda de 2012 que estava parado, envolvendo a construção de 103 casas, desenvolvido em parceria com o Governo do Estado do Paraná, por meio da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social e da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), e outro novo que será possibilitado em parceria com o Governo Federal, de mais 50 casas para famílias de baixa renda na Vila Beira Linha, que será transformada em um bairro. "A gente vai investir. Enquanto os outros apontam os erros, nós mostramos a solução dos problemas. É isso que eu faço", disse Rodrigo, enaltecendo também o minucioso trabalho da equipe da pasta de Ação Social, que exige muita dedicação e sintonia com as esferas de governo estadual e federal.

AGRICULTURA
Rodrigo Solda afirma que teve uma surpresa na pasta da Agricultura. "Fui ver o que havia acontecido com um caminhão refrigerado, que haviam comentado que viria ao município em anos anteriores, mas que não veio. Descobri que não veio porque faltou uma certidão negativa. Uma coisa básica. Não se consegue fazer um repasse público sem uma certidão negativa", constata o prefeito, mencionando que já apresentou a referida certidão negativa e que foi agraciado pelo deputado federal Fernando Francischini (SD) com uma emenda para aquisição do caminhão refrigerado. Rodrigo também acrescentou que foi questionado em viagem por um parlamentar que destinou, em anos anteriores, verbas para aquisição de maquinário para os pequenos agricultores, incluindo uma carreta basculante, grades aradoras, entre outras máquinas. Estes equipamentos foram entregues aos produtores pela prefeitura de Rio Azul somente em 2017, após a aquisição ter sido regularizada pelo município, que segundo Rodrigo, conta em sua gestão com um bom amparo da área de Contabilidade. O prefeito também acrescentou que o secretário responsável pela pasta da Agricultura, André Gembarowski, viabilizou, com sua capacidade e com seu trabalho, a continuidade de um programa de aquisição de alimentos, o qual foi idealizado pela gestão anterior, e que foi colocado em prática pelo atual governo municipal.

ESPORTE
Mais uma vez, Rodrigo Solda definiu o secretário de Esporte, Turismo e Cultura, Osvaldo Kosciuk Júnior, como "um cara que sabe trabalhar, que conseguiu, com muito gás, dar uma guinada na área do esporte em Rio Azul", opinou o prefeito, citando que, mesmo com a predominância sendo do futebol e do futsal - nos quais o município também vem se destacando - foram desenvolvidos eventos esportivos contemplando diversas outras modalidades, a exemplo dos Jogos Interativos de Rio Azul (JIRA's) e outras competições. "Tem muita gente de outras cidades vindo aqui nos prestigiar, para participar e se divertir com suas famílias. Isso é o mais importante para a gente. Ver as famílias aqui, o pessoal se divertindo", declara o prefeito. Ainda sobre o Esporte, Rodrigo Solda conta que será montada uma mini arena de Futebol Society, para desafogar a demanda que existe no Ginásio de Esportes Albino Ianoski, o "Albinão".

Por fim, o prefeito de Rio Azul reitera que 2018 será um ano muito importante, pois a partir dele, o chefe do Executivo poderá colocar em prática os seus projetos e as suas ideias. "As minhas ideias não são para bajular meu ego, ou para colocar meu nome em uma placa. Eu não preciso disso. O que eu vou fazer, é pelo povo de Rio Azul", conclui Rodrigo Solda.




Reportagem:
Sergio Popo

Texto:
Leonardo Schenato Barroso