CULTURA FM - Emissora faz balanço dos dez anos - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

CULTURA FM - Emissora faz balanço dos dez anos


 Logo da Cultura FM, por Sandro Coelho Pretty 

Há mais de dez anos, no dia 15 de abril de 2007, às 8 horas da manhã, nascia a mais nova emissora de rádio de Irati- PR.  Com uma proposta totalmente inovadora e, ao mesmo tempo, ousada e desafiadora, a Cultura FM Irati vinha para preencher uma lacuna que há muito tempo era reivindicada pelo público - que rapidamente se tornaria seu ouvinte cativo. Ao som dos acordes de João Gilberto, passando pela sofisticação de Duke Ellington à voz marcante de Ella Fitzgerald, da Tropicália de Gil e Caetano à inconfundível guitarra de George Benson, os mais diversos ritmos e gêneros da música mundial desfilavam nos 87,9 MHz, uma frequência que, com o passar do tempo, ficaria definitivamente marcada como sendo a “estação do bom gosto’’. 

O Jornal Iratiin conversou com alguns integrantes da equipe da Cultura FM.  Veja a seguir:




HISTÓRIA DA RÁDIO
"O começo foi difícil, pois entrávamos em um mercado com quatro emissoras já consolidadas, enquanto nós éramos um recém-nascido, em busca de uma identidade. Não queríamos competir, e sim buscar uma linha de programação própria, mesmo sabendo que não teríamos como retorno números ou faturamento. E fomos nós - eu e o saudoso Marco Antonio Benato Leite - tentando tornar realidade o que era somente um sonho”, diz o Diretor Artístico da emissora, Michelangelo Gumiero, destacando também o apoio do empresário Rodrigo Hilgemberg.

Michelangelo Gumiero - diretor artístico da Cultura FM

Gilson Leveovix, músico e produtor musical, que também foi um dos fundadores da emissora, volta no tempo e conta como foi o início de tudo: “Na verdade, além do mérito de chegar aos 10 anos de atividade, pelo qual parabenizo toda a atual equipe e direção da emissora e também aqueles que tiveram papel preponderante no seu desenvolvimento, a Cultura FM, pode-se assim dizer, já tem o dobro da idade hoje comemorada. Em 1997, o idealista Marco Leite tinha - a velas infladas - o projeto de uma emissora de caráter cultural, e agregou vários entusiastas da ideia. Eu, humildemente, um deles. Internet em Irati nem sequer existia, e o futuro acervo musical começou a ser digitalizado dos CDs, nos primórdios da tecnologia MP3, ou pacientemente capturado dos bolachões de vinil, emprestados dos muitos amigos. Ao longo de quase dez anos, reunimos um repertório de mais de 34.000 músicas para o nascimento da Cultura”, conta Gilson.

Marco Antonio Benato Leite - in memoriam

Sem condições de adquirir os caros softwares de automação digital de rádio, a equipe foi em busca de alternativas de código aberto, livres de custo. “Em contato com amigos que apontavam os recursos e a estabilidade incrível do programa ZaraRadio, desde o início da emissora, este tem sido o software que gerencia todas as grades da programação, minuciosamente montada pelo Michelangelo, num trabalho gigantesco. A década que antecedeu ao nascimento oficial da Cultura FM, com todos os trâmites logísticos e legais, só perde em importância aos dez e merecidos anos de contribuição à sensibilidade cultural iratiense, comemorados agora”, relembra Gilson Leveovix. Nos primeiros anos, destacava-se na emissora o "Projeto Sol Maior", que buscava levar e ensinar a arte do Violino para crianças de comunidades carentes, o que concedeu prestígio à emissora a nível nacional.

Gilson Leveovix - um dos fundadores da rádio

Ronaldo Evangelista, Locutor e Voz Padrão da Cultura FM, também está na emissora desde o início. Ele explica como foi a expectativa com a emissora: “A Cultura FM surgiu em minha vida numa esquina do centro da cidade, quando num encontro casual, fui abordado pelo Marco Leite, que bem ao seu estilo, dirigiu-se a mim com as seguintes palavras: ‘Escuta aqui bicho, preciso falar com você’. Foi então que soube do projeto da emissora, alguns meses antes de ela iniciar as atividades em caráter experimental. Tenho grande alegria pela oportunidade de estar participando dessa comemoração, e fazendo parte da equipe desde sua criação.  Enfim, a Rádio Cultura FM, hoje referência em seu estilo diferenciado, esta aí viva e ‘radiante’, festejando sua primeira década”, cita Ronaldo. Ouça a seguir uma mensagem de bom dia na voz de Ronaldo Evangelista:



Ronaldo Evangelista - locutor e voz padrão da emissora

O jornalista Leonardo Schenato Barroso, Comunicador Social da Cultura FM, destaca as evoluções recentes. “Desde minha entrada, em 2014, temos buscado parcerias com a comunidade para melhorar o alcance da emissora nos meios digitais. Investimos em um novo site, com um tocador de músicas totalmente compatível com os navegadores atuais, e também na página do Facebook. Em breve, a emissora também terá o seu próprio aplicativo para celulares, modernizando a forma como chega até os ouvintes”, relata, ainda argumentando: "quando entrei, há três anos, nossa página tinha menos de trezentas curtidas, e hoje contamos com mais de 3 mil. Ou seja, dez vezes mais gente. Este número não é tão expressivo em uma comparação geral com outros veículos de comunicação, mas, podemos dizer que saímos lá de baixo, e chegamos em alguma altura. Demos estes primeiros passos. E se você pensar que a Cultura tem, por característica, um público diferenciado e fiel, é possível afirmar que reunimos nesta fanpage somente pessoas que realmente se identificam com a rádio, e, ao mesmo tempo, nos ajudam a construir a identidade dela. Isso, por si só, já é muito gratificante", conclui. São de autoria de Leonardo Schenato Barroso as fotografias que ilustram o site da Cultura FM Irati.

Leonardo Schenato Barroso - Comunicador Social da rádio

Dez anos após seu nascimento, a Cultura FM pode se orgulhar de ter finalmente conseguido atingir seu principal objetivo. ‘’Fomos a primeira emissora comunitária do Brasil a contar com uma programação nesse formato, e Irati é também a única cidade desse porte a nível nacional, que conta com uma rádio voltada para o chamado segmento “adulto/contemporâneo” com programação própria”, destaca Gumiero. ‘’Recebemos diariamente material que nos é enviado por colegas de emissoras de grandes centros, como Nova York, Londres, Milão, Paris, Berlim, com tudo o que é novidade no cenário musical mundial. E grandes artistas da MPB de renome nacional constantemente nos agradecem, seja via gravadora, ou enviando mensagem por divulgarmos suas músicas em nossa emissora, o que nos deixa muito felizes. Nossa audiência na internet tem sido impressionante, com ouvintes em praticamente todo o Brasil e em diversos países também’’, destaca o diretor artístico, acrescentando: "uma vez, uma ouvinte chegou para mim e disse que era um milagre nossa cidade poder contar com uma emissora nesse formato. A princípio, achei exagero, mas com o passar do tempo compreendi o que a Cultura FM representa na vida de cada um de seus ouvintes. É algo infinitamente maior do que nós da emissora sequer poderíamos imaginar. De fato, conseguir chegar aos dez anos é uma grande conquista. É a vitória de todos nós, que sonhamos, e dos nossos ouvintes, que puderam tornar esse sonho realidade. Gostaria aqui de fazer um agradecimento especial ao empresário Edgard Gomes Neto, que além de ter sempre dividido a paixão pela aviação com o saudoso diretor Marco Leite, foi quem prontamente aceitou o desafio de fazer a emissora renascer e a quem eu, particularmente, devo muito’’ finalizou Michelangelo Gumiero.

PROGRAMAS
Entre os principais programas da emissora, destacam-se certamente os da área musical que já compõe parte da "alma" da Cultura FM Irati: o Cultura Classic, que traz os grandes temas de todas as épocas, o Brasil Geração 80, com o rock nacional que marcou época, o Brasil com S, apresentando o melhor do samba de raiz, chorinho, bossa nova e MPB, o Saturday Night, revivendo os embalos de sábado à noite e, mais recentemente, o Reserva Especial, com a proposta de tocar "o lado nobre da música", com ênfase no jazz clássico e contemporâneo. Confira os banners comemorativos desenvolvidos pelo designer Máximo Salomão:









Artes dos programas musicais: Máximo Salomão

Na área informativa, fizeram história os já extintos Papo Aberto e Boca Maldita, que sempre deram espaço para as pessoas e grupos que trabalham incansavelmente em prol da comunidade iratiense. Por meio destes programas, a emissora se posicionava em defesa da pluralidade de vozes e da democracia nas ondas sonoras. Também se fazia presente em 2016 o Lumen Veritas, apresentado por Athanagildo Vaz Neto e em algumas edições por Renato Marochi, esclarecendo a respeito de uma série de questões sobre Direito Canônico. Ainda se faz questão de mencionar o "Psicologia & Comportamento", apresentado por Janaína Del Cielo e Luiz Henrique Palavicini, que tratava sobre diversos temas importantes acerca destes dois assuntos.

Outro programa que marcou época antes de seu fim foi o Embarque na Cultura, produzido em parceria com o Departamento de Turismo (Detur) da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), e que tinha como pivôs a turismóloga Estela Mara Rosa, vice-presidente da Agência de Desenvolvimento das Regiões Sul e Centro-Sul do Paraná (ADECSUL), a professora Poliana Fabíula Cardozo, editora do blog Comendo Chucrute e Salsicha, que colaborava como uma espécie de "correspondente internacional" na Espanha e outros locais da Europa, e a professora Paula Grechinski, que enquanto chefe do Departamento de Extensão da Unicentro, desenvolveu o quadro como um projeto intitulado "Embarque na Cultura: o Rádio como Instrumento de Ampliação de Conhecimentos", apresentado em outubro de 2017 na 5ª edição da Semana de Integração - Pesquisa, Ensino e Extensão (SIEPE), tendo sido avaliado pelo Comitê Científico do evento com a nota máxima (10,0) nos critérios de avaliação Clareza, Relevância, Consistência e Formatação. O Embarque na Cultura também seria o embrião do quadro Viajando com a IVT, que permanece no ar até hoje, trazendo diversas informações na área do Turismo. O "Embarque na Cultura" foi também replicado pela Rádio Teia, veículo de comunicação experimental do curso de Jornalismo da Universidade Positivo (UP), em Curitiba - PR, por intermédio da professora Maria Zaclis Veiga Ferreira, coordenadora do curso, do professor de radiojornalismo Luiz Witiuk, profissional com vasta experiência na área, e do operador de áudio André Ambonatti.

"Embarque na Cultura" - Leonardo, Michelangelo, Paula e Estela

"Embarque na Cultura" - Paula e Poliana

Um programa que permanece até hoje no ar e que certamente merece ser mencionado é o Cultura em Páginas, apresentado pelo professor Edson Santos Silva, doutor em Literatura Portuguesa e chefe do Departamento de Cultura da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). O Cultura em Páginas leva ao ouvinte da rádio toda a magia do vasto universo da Literatura, e faz isso sem utilizar termos complexos ou linguagem acadêmica. A proposta é buscar, pela simplicidade, a aproximação dos ouvintes com todo o conhecimento que pode ser absorvido nos livros.

"Cultura em Páginas" - Edson Santos Silva
Outra menção importante é o quadro "Minuto Decor", apresentado por Sandro Coelho Pretty, que traz pequenos blocos durante a programação, com dicas de decoração e design de interiores.

Confira a grade de programação da Rádio Cultura FM Irati 87.9 Mhz: