Parceria entre instituições viabiliza projeto piloto em Rio Azul - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Parceria entre instituições viabiliza projeto piloto em Rio Azul


Escola Rural Municipal José Bonifácio implementou o projeto “Buscando Novos Saberes” em 2014. Projetos similares devem ser desenvolvidos em outros estabelecimentos rurais de ensino no município
Uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Rio Azul e empresa Alliance One se transformou em um projeto piloto para a área de Educação do município. A Escola Rural Municipal José Bonifácio foi a beneficiada pela parceria e, hoje, atende 45 alunos em tempo integral, através do projeto “Buscando Novos Saberes”, que funciona desde 2014.

A diretora da escola, Licélma Pedrozo de Oliveira, conta que o projeto mudou completamente o aprendizado dos alunos. “Essa parceria só trouxe coisas boas e a escola, agora, está servindo como exemplo para outras. Mas isso só foi possível graças ao comprometimento dos profissionais e dos pais envolvidos”, diz.

Licélma também explica que o projeto é desenvolvido em forma de oficinas, trabalhando junto com o Programa Mais Educação do governo federal. As oficinas têm início às 9h e terminam às 12h30. Após o almoço, as aulas são do ensino regular e atendem 76 alunos. Com a implementação do projeto, a escola, que em 2012 corria o risco de fechar as portas, agora trabalha com os mais variados assuntos. “Temos oficinas de agroecologia e até uma horta para os alunos participarem de todo o processo. Temos também as oficinas de acompanhamento pedagógico, cultura e arte e educação patrimonial. Os alunos gostam muito de participar e percebemos até uma melhora no comportamento deles. Eles aprendem que tem hora pra tudo, então, complementa a educação”, afirma a diretora.
A secretária de Educação de Rio Azul, Roseli Surmacz Gurski, destaca ainda que a colaboração dos pais e da Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF) está sendo fundamental. “Os pais colaboram muito. Sempre estão presentes e dialogam conosco. Acho que isso é essencial para que as coisas funcionem. O refeitório da escola, por exemplo, quem pagou foi a APMF. Eles são muito dedicados e se preocupam com a educação dos filhos. Temos que agradecer, principalmente, ao presidente da APMF, Reginaldo Gureski, e ao vice, Rudinei Egewarth, pela colaboração”, completa.
Roseli também ressalta que modificações tiveram que ser feitas para que o projeto funcionasse. “Essa comunidade é a mais bem atendida pelo transporte escolar. Ele busca e leva todos os alunos, para os pais não terem nenhuma preocupação. Nós tivemos que adequar os horários, para que as crianças pudessem participar. As aulas regulares que, antes, eram de manhã, passaram para tarde. No final, deu tudo certo e valeu à pena”, destaca.

Novos projetos
A secretária de Educação de Rio Azul, Roseli Surmacz Gurski, explica que o município já tem mais uma parceria fechada e, logo, pretendem aplicar os recursos para o desenvolvimento de um novo projeto. “Queremos fazer mais projetos nesse molde, pois é algo bom para os alunos e para as escolas. Além dessa nova parceria, estamos contatando outras empresas, para tentar fechar novas parcerias e desenvolver novos projetos”.

Roseli ainda afirma que o desenvolvimento desses projetos tem como objetivo o cumprimento das metas do Plano Nacional da Educação (PNE). “Estamos trabalhando para atingir uma das metas, que é escola em tempo integral em, pelo menos, 50% dos colégios do município. Com esses projetos, acreditamos que a meta será cumprida em breve”, finaliza.


Kyene Becker/ Hoje Centro Sul