Moradores do bairro Lagoa reclamam de situação de rua e falta de passarela - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 28 de julho de 2015

Moradores do bairro Lagoa reclamam de situação de rua e falta de passarela



 
Prefeitura informa que devem ter início nos próximos 15 dias os serviços nas ruas do bairro e que estão sendo feitos estudos técnicos quanto à passarela

Na Rua Otacília Andrade Beliche, no bairro Lagoa, o fluxo de carros e caminhões é constante e, mesmo sendo pavimentada com pedras irregulares, os buracos que se formam na via são grandes. No período de chuva, os desníveis na pista acabam se tornando um transtorno para quem passa pelo local.

O morador Arcídio Neri diz que já foram feitas reclamações na Prefeitura. “A maioria das ruas aqui já é pavimentada, não sei o motivo do asfalto não ter chego aqui ainda”, diz. Já a moradora Nelci Alves Pires comenta que as casas vivem sujas de respingos de barro por conta dos buracos e da água que se acumula na via.

Outra reclamação dos moradores do lugar é quanto à passarela na Rua Luís Hilgemberg. O morador Fernado Ramon Zanlorenzi explica que a passarela caiu há mais de um ano e que eles precisaram improvisar uma passagem, através da barragem. Segundo ele, há cerca de três meses, funcionários da Prefeitura tiraram medidas do lugar para a construção de uma nova passarela, mas depois disso não receberam mais informações.

Vanderleia Zanlorenzi afirma que a passarela faz muita falta para os moradores. “Está bem complicado, porque agora as pessoas precisam dar uma volta enorme para chegar do outro lado da rua. As mães que passavam por aqui para levar seus filhos para a escola que tem aqui perto perdem muito tempo indo pelo outro lado”, comenta.

Posição da prefeitura
Segundo o secretário de Serviços Urbanos, Luciano Menon, as melhorias nas ruas do bairro Lagoa estão previstas e devem ter início nos próximos 15 dias. “Nosso cronograma prevê melhorias nas vias do bairro”, afirmou o secretário.
Sobre a construção da passarela, Luciano explica que vários trechos onde o rio passa precisam de reparos e que a prefeitura está realizando estudos técnicos e, em breve, deve repassar informações sobre as obras.


Texto e fotos: Ana Paula Schreider/Hoje Centro Sul