Jovem piloto de São Mateus do Sul é destaque no kart - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 19 de maio de 2015

Jovem piloto de São Mateus do Sul é destaque no kart

Arquivo pessoal
A prática esportiva é algo recorrente na vida da maioria das crianças.Para o são-mateuense Mateus Toppel é a mesma coisa, entretanto, a sua paixão pelo automobilismo, aliado ao seu talento, despertaram uma gana pelas competições de kart desde muito cedo. Já nos primeiros contatos com o carro de kart Mateus mostrou seu diferencial,  e aos poucos foi conquistando importantes colocações. Hoje, mesmo com a pouca idade, aos 11 anos luta, ao lado do pai, para continuar seguindo nas pistas.
O gosto pelo automobilismo surgiu aos quatro anos de idade e, segundo o pai do atleta, Elias Silva, foi um amor a primeira vista. “Quando ele viu a Fórmula 1 ainda criança já se apaixonou, inclusive passou a acompanhar todas as corridas, não importava o horário e assim foi crescendo a vontade de começar a pilotar também”, conta o pai, que afirma que Mateus não sofreu nenhum tipo de pressão familiar para se tornar piloto.


Arquivo pessoal

Desde o início, Toppel já se mostrava muito competente ao volante. Em 2010, disputou a sua primeira competição, a Copa Raceland, em Pinhais, alcançando o 5º lugar na categoria cadete. “É algo que vem de dentro dele, você treina para melhorar, mas o talento que ele possui é algo natural dele”, comenta Elias.

Após a estreia, Mateus foi evoluindo até que, em 2011, conquistou seu primeiro título, o de campeão do Campeonato Sul Brasileiro na categoria mirim, tendo vencido todas as etapas da competição. Em 2012 foi campeão geral da 2ª Copa Sul, no mesmo ano, disputou o Campeonato Brasileiro de Kart, chegando na 12ª colocação, um resultado analisado como excelente, já que a competição reuniu 52 competidores, sendo a maioria muito mais experiente que o jovem piloto de São Mateus do Sul.
Além desses resultados, Toppel conquistou a Copa Pinhais de Kart em 2014. Apesar dos bons resultados, o atleta e seu pai ainda batalham por patrocínios para manter o jovem nas competições e evoluir seu carro. “O kart envolve muitos gastos, desde o aluguel da pista para treino, passando por pneus, parte mecânica, até o preço das inscrições”, fala Elias, que conta que recentemente um novo patrocínio surgiu, o que desafogou a situação um pouco. Além desse recente patrocínio, empresas de São Mateus do Sul e familiares apoiam financeiramente o projeto.

Sonho
Como a grande maioria dos pilotos do mundo, o grande sonho de Toppel é chegar a uma grande equipe de Fórmula 1, e o caminho para isso, já foi traçado pelo piloto. “Ganhar muitos campeonatos de Kart, chegar na Gp2 e chegar a uma equipe de ponta na Fórmula 1. Para isso precisamos de uma empresa que acredite e queira investir nessa caminhada até essa categoria”, finaliza o pai de Mateus.

Raphael Gierez/Hoje Centro Sul