Dedicação e amor de Pai - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 10 de agosto de 2014

Dedicação e amor de Pai

João Sérgio Gnatkoski tem 40 anos e é pai de três filhos. Ele acredita que ser pai é ter uma vida de atitudes. “Acho que atitudes para ser um bom pai são inúmeras, como participar ativamente e com frequência das atividades dos filhos, tentar não confundir atenção afetiva com atenção material, ser carinhoso e se posicionar como pai impondo limites”, completa.


@Arquivo Pessoal
 Para João, ser pai não é simplesmente um momento de prazer e sim de orientar o filho com base nas próprias experiências de vida, e que a partir de cada experiência sempre existe uma lição a ser apreendida.

“Minha participação é bastante ativa, sempre que posso dedico tempo e atenção a eles. Praticamos vários esportes juntos como tênis de mesa, motocross, vôlei, futebol entre outros, e participo bastante da rotina diária", diz João.

Ele revela que sem seus filhos, perderia o encanto de viver, de trabalhar e de se dedicar para melhorar dia após dia. “Hoje em dia enfrentamos muitas dificuldades para ser pai, nem sempre educamos nossos filhos como gostaríamos, às vezes são as dificuldades financeiras, às vezes temos dificuldades para nos relacionarmos com nossos filhos. Mas, o mais importante é prepará-los para enfrentarem o futuro, procurando fazer o que está em nosso alcance, é claro. A vida nos traz aborrecimentos e às vezes não temos paciência para conversar com nossos filhos. Mas, temos que fazer o máximo pois é nossa responsabilidade a criação e educação de nossos queridos filhos”




Pais de primeira viagem
@Arquivo Pessoal
Adalton William Dallazuanna, 26 anos, fala da expectativa em ser pai pela primeira vez. “Eu estou me sentindo muito feliz por ser pai. Meu sonho era ter um menino, então meu sonho está se realizando. Sinto-me completo e minha expectativa para ver o rosto do meu filho é grande”, diz.
Seu filho, Allon James Ribeiro Dallazuanna, está prestes a nascer, e segundo Adalton, o amor de pai aumenta a cada dia que passa. “Eu amo o meu filho e vou dar muito carinho, amor, atenção e educação para ele. Acredito que minha vida vai mudar completamente depois da vinda dele para o mundo e eu quero ser um excelente pai, estando presente em todos os momentos da sua vida”, finaliza.








@Arquivo Pessoal



Arnoldo Skubisz Neto, 25 anos, também é pai de primeira viagem e seu filho, Nicolas Valentim Skubisz, tem apenas três meses. “Ser pai é especial, é uma sensação única e me faltam palavras para demonstrar o amor que sinto pelo meu filho”.

Segundo Arnoldo para ser um bom pai, é preciso dar muita atenção ao filho, ensinar as coisas certas, dar exemplo, saber corrigir na hora certa em que o filho estiver errado e apoiar quando está certo.
“Eu sou um pai companheiro e tudo que eu faço, é pensando nele. Para mim, meu filho representa inspiração e alegria. Depois que eu tive meu filho, tudo em minha vida mudou, como amadurecimento, ser mais sereno e pensar mil vezes antes de fazer alguma coisa”, finaliza.



Datas diferentes

O Dia dos Pais no Brasil é comemorado no segundo domingo de agosto. Isso faz com que haja uma variação, ou seja, a comemoração cai em dias diferentes a cada ano.

Thaís Siqueira  / Hoje Centro Sul