Cresce o número de Jovens Empreendedores em todo o Brasil - Jornal Iratiin

Recente

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 31 de agosto de 2014

Cresce o número de Jovens Empreendedores em todo o Brasil

De acordo com uma pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em 2001, a instituição registrou 370 mil jovens empreendedores. Já em 2013, o número saltou para 700 mil. Cerca de 20% dos cargos de chefia no Brasil são ocupados por pessoas com menos de 30 anos de idade.

Em 2008, pesquisa realizada pelo Global Entrepreneurship Monitor (GEM) mostrou que estamos na 13ª posição do ranking mundial de empreendedorismo, com uma média de 12 a cada 100 brasileiros realizando alguma atividade empreendedora.

Estima-se que 40 milhões de brasileiros entre 18 e 64 anos estejam envolvidos em atividades empreendedoras.

Em 2013 a proporção de empreendedores por oportunidade no Brasil foi de 71,3 % em relação a 2012, um volume muito expressivo, o que reflete uma decisão mais planejada em relação ao empreendedorismo, aumentando a probabilidade de sucesso do negócio, é o que conta a professora do curso de Administração da Universidade do Centro-Oeste (Unicentro) de Irati, Lucimara Fedrigo Tkatchuk.  Segundo ela, no Brasil, a faixa etária onde se observa o maior índice de empreendedorismo é dos 25 aos 34 anos.

O perfil do jovem empreendedor, segundo o Global Enterpreneurship Monitor (GEM) 2013 é representado segundo o gênero por 57,8% masculino e 42,2% feminino, segundo a faixa etária,  a proporção é de 17,1 % de 18 a 24 anos, 33,1% de 25 a 34 anos e 25,8% de 35 a 44 anos, quanto à escolaridade 45,8% ensino médio e 12,3 % com ensino superior, e quanto a renda 62% auferem salário inferior a 3 salários mínimos e 32,2% de 3 a 6 salários mínimos.
Suas características são: estão atualizados, são movidos pela paixão, tem uma boa rede de networking e tem preocupação social.

Segundo Lucimara, os maiores desafios dos jovens empreendedores são: a inovação nos produtos e serviços; a excessiva burocracia governamental; e, a falta de incentivo e estrutura para que a tecnologia gerada nas universidades ou centros de pesquisa alcance o mercado, gerando negócios com maior potencial de crescimento em relação a negócios tradicionais.

“A busca por oportunidades de emprego nem sempre logra êxito e o mercado de trabalho em alguns segmentos demanda de tempo de espera para um crescimento profissional, fato que desmotiva o jovem e faz com que ele saia em busca da realização de um sonho e da satisfação pessoal”, comenta.
Lucimara explica que empreendedorismo é qualquer tentativa de criação de um novo empreendimento transformando ideias em oportunidades de mercado, com o objetivo de impulsionar a economia e promover o desenvolvimento.

“Para alcançar o sucesso é necessário ter conhecimento sobre o negócio e o mercado que irá atuar, planejamento e pesquisa, persistência, ser inovador, criativo, ousado, além de ter sempre a sua visão voltada para o futuro, coragem para assumir riscos, rede de contatos e comprometimento”, explica.
De acordo com Lucimara, não é necessário o empreendedor cursar administração, mas o curso oferece disciplinas que com certeza ajudarão o jovem empreendedor a consolidar seus conhecimentos, oportunizando aplicar na prática as ferramentas de gestão tão necessárias para o planejamento, controle e sucesso do empreendimento.

Para alguns, o sucesso dos negócios é pura sorte, mas para o empreendedor, é apenas o resultado de sua visão acompanhada de uma ação, pois todos os dias são feitos para se realizar algo, afinal, sorte é o encontro da competência com a oportunidade, é o que diz Lucimara. “Para outros, movidos por uma necessidade (perda de emprego, por exemplo) ou por visualizar uma oportunidade no mercado, inicia um pequeno negócio mais do que a busca por uma fonte de renda é um sonho que pode se transformar em sucesso para toda a vida”, completa.

Speed Áudio Car

O jovem empreendedor é caracterizado principalmente pela sua determinação e inovação, buscando sempre estar antenado às mudanças e inovações relacionadas ao segmento em que está atuando, é o que acha o empreendedor Jean Marcos Chornobay, que tem apenas 19 anos de idade.
“Atualmente, os jovens empreendedores são motivados pelos desafios, dinâmicos, ousados, qualificados, estudiosos e, especialmente, dominam a tecnologia”, completa.

Thaís Siqueira/Hoje Centro Sul
Jean é proprietário e gerente administrativo da empresa localizada em Irati, a Speed Audio Car, uma loja especializada na venda e instalação de som automotivo de qualidade, alto-falantes, amplificadores, tratamento acústico, GPS, kit multimídias, DVD´s, interfaces; alarmes, sistemas de segurança automotiva, rastreadores, travas, sistema de automação de vidros, sensores de estacionamento, câmeras de ré; molas e suspensões esportivas; toda linha de acessórios para automóveis, Pick-Up´s, Sport-Utilities e linha Off-Road; películas de controle solar (insulfilm) com novas tecnologias, alto tempo de durabilidade e qualidade superior e diferenciada; customização de veículos; higienização de ar condicionado.

Segundo Jean, além de estar cursando Engenharia Mecânica, na Universidade Federal do Paraná (UFPR), faz diversos cursos de aperfeiçoamento relacionados aos ramos de atuação da empresa.
“Para obter sucesso é preciso ter diferencial. Com a competitividade cada vez mais acirrada, norteamos a empresa em quatro pilares básicos, que são os nossos diferenciais: modernidade; excelência no atendimento; transparência e qualidade dos produtos e serviços comercializados”, diz.

A Speed Audio Car iniciou suas atividades em julho de 2012. “O nascimento da empresa surgiu do sonho de montar uma empresa séria, responsável e com qualidade diferenciada na venda de produtos e prestação de serviços relacionados a som automotivo e acessórios para automóveis, Pick-Up´s, Sport-Utilities e linha Off-Road”, expõe.

A empresa conta com diversos profissionais: Fabiano Onyszko - gerente comercial; Bruno Cesar Volski – técnico aplicador de película de controle solar; Cleverson Ferreira Mayer – técnico instalador de som e equipamentos elétricos/eletrônicos e o Jonathan Luiz Pepe – técnico instalador de acessórios automotivos.

Jean conta que sua empresa oferece produtos e serviços com qualidade igual ou superior aos oferecidos em conceituadas lojas dos grandes centros. “Trabalhamos como as melhores marcas e produtos de extrema qualidade. Nossos profissionais são treinados e recebem atualizações constantes visando o conhecimento das novas tendências do mercado e proporcionando aos clientes a mais alta tecnologia em som e acessórios automotivos”, enfatiza.

Para Jean, o número de jovens empreendedores cresce cada vez mais porque os jovens não têm medo de correr atrás dos seus sonhos profissionais e isso os torna bem-sucedido.

Thaís Siqueira/Hoje Centro Sul